O câncer é uma das doenças mais temidas de todos os tempos, e ele pode afetar as mais diversas partes do corpo humano. A cavidade oral é uma delas, ainda que não se saiba exatamente qual a causa disso - mas sabe-se que o cigarro certamente é um fator de risco nesse processo. Mas imagine um aparelho que possa ajudar a identificar o câncer de boca bem no comecinho? Os benefícios de uma tecnologia desse nível são inúmeros, uma vez que a detecção precoce é fundamental para que o tratamento traga bons resultados. É nisso que pesquisadores da Kingston University, no Reino Unido, vem trabalhando.

Quais são os principais sintomas da doença?

Normalmente, o câncer de boca não apresenta sintomas quando ainda está no estágio inicial. Contudo, é sempre bom ficar atento à lesões e feridas que surgirem na região bucal, principalmente quando elas não cicatrizam após um determinado período de tempo ou quando elas se apresentam em forma de úlceras. Às vezes, pequenas bolinhas endurecidas e indolores também podem ser formadas nesse processo, muitas vezes podendo ser confundidas com aftas. Porém se elas não sumirem depois de um tempinho, o ideal é que o paciente procure auxílio profissional para identificar as possíveis causas.

Como a nova tecnologia pode auxiliar no processo de detecção?

O desenvolvimento da Inteligência Artificial (IA) em questão seria capaz de identificar automaticamente os primeiros sinais do câncer bucal logo no início da doença. Isso tudo através de um aplicativo já existente, o MeMoSa (Mobile Mouth Screening Anywhere). Este aplicativo começou a ser utilizado recentemente na captura de imagens da cavidade oral por especialistas em odontologia e cirurgia, e está se tornando cada vez mais popular nos continentes europeu e asiático. A ideia é que a nova tecnologia, agregada ao aplicativo, passe por um intenso sistema de aprendizado, sendo capaz de distinguir uma boca saudável de uma boca com sintomas de câncer de boca, facilitando assim o diagnóstico e possibilitando um tratamento muito mais eficaz.

Por que o diagnóstico precoce é tão importante?

A melhor forma de tratar uma doença, é quando o especialista é capaz de realizar o diagnóstico ainda no início, quando o câncer ainda não se espalhou e nem danificou muitos tecidos. Isso facilita consideravelmente o processo cirúrgico, de forma que a remoção do tumor é tão simples que se assemelha até mesmo à remoção de uma simples pinta. Agora, quanto mais tarde esse diagnóstico é realizado, mais complexa se torna a cirurgia, além de que em muitos casos os tratamentos com radioterapia e quimioterapia não são suficientes para reduzir o câncer. Portanto, recomenda-se que o paciente sempre fique atento à quaisquer sinais de anormalidades na cavidade oral para que nada passe despercebido e o diagnóstico precoce possa ser realizado com sucesso.

Existe tratamento para o câncer de boca!

O tratamento pode variar, dependendo principalmente de uma análise rigorosa sobre o quadro clínico do paciente por parte do especialista. Nesta análise, precisam ser observados o estágio e grau da doença, tipo histológico, dentre outros fatores. Só assim o profissional poderá indicar a melhor maneira de cuidar do caso: cirurgia, radioterapia ou quimioterapia. Vale destacar que em alguns casos uma combinação entre os tipos de tratamento também pode ser feita, a fim de obter o melhor resultado.