Quando bebês, os pais são os responsáveis por realizarem a nossa higiene bucal. Já na infância, aprendemos a lidar com todos aqueles itens e começamos a fazer a limpeza sozinhos. E esse aprendizado fica para toda a vida, precisando ser feito todos os dias na sua rotina e, no mínimo, três vezes, após as principais refeições. Entretanto, será que não é preciso mudar nada nesse hábito? Para saber se a higiene bucal deve ser modificada no passar dos anos, conversamos com a dentista Luciane Franco Kraul.

A higiene bucal correta é um cuidado essencial

Para se manter longe de problemas bucais, não há dúvidas de que a higiene é o principal cuidado. Deixar a preguiça dominar, ou fazê-la correndo, só traz consequências para você mesmo, como incômodos com cáries, gengivite e mau hálito. Ninguém deseja isso, certo? “Seguir uma higiene bucal correta é importante e traz benefícios como, por exemplo, a manutenção da saúde bucal em geral”, explica a profissional. Se você tem dúvidas de como realizar a limpeza adequada ou quais são os itens ideais, não deixe de conversar com seu dentista e pedir orientações.

É verdade que a higiene bucal é modificada ao longo da vida?

Segundo a especialista, algumas mudanças podem ser necessárias da infância à terceira idade sobre o modo com que você cuida da higiene dos dentes e gengiva. “A higiene bucal é modificada ao longo da vida e temos alterações do tipo de bactéria e da prevalência das doenças, requisitando alterações”, comenta ela. Com o passar dos anos, nossos deveres, hábitos alimentares e até acúmulo de estresse são modificados. Esses e outros fatores podem ser destacados como responsáveis por demandar as mudanças necessária à higiene bucal, já que influenciam diretamente. “A partir da infância estamos muito propensos às cáries, devido à erupção e maturação dos dentes. Já a partir dos 30, precisamos estar mais atentos à gengiva”, exemplifica Luciane.

Não seguir a higiene bucal correta pode dar origem a diferentes problemas

Está usando todos os itens para a higiene bucal? A escova de dente, creme dental, fio dental e enxaguante bucal são os itens básicos que devem estar no seu kit. Para manter a saúde bucal em dia, você deve realizar a escovação com calma, sem força e durante aproximadamente dois minutos. Além disso, existem produtos específicos para cada idade, conforme o crescimento do paciente.

“Quem não segue uma higiene bucal correta pode sofrer como problemas bucais como cáries e gengivites da infância até uns 25-30 anos”, destaca a profissional. E ainda, no caso de quadros não tratados, como a gengivite, podem dar origem a uma periodontite, que tem como uma das consequências possíveis a perda dentária. Para completar, não deixe de manter as visitas regulares ao consultório. Dessa maneira, o dentista pode acompanhar sua saúde bucal, indicar os produtos corretos para seu caso e tratar de doenças bucais logo no início.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Luciane Franco Kraul - Especialista em ortodontia
Jardim América – SP
CRO-SP: 81340