Você estava simplesmente tomando seu café da manhã quando percebe a borrachinha do aparelho ortodôntico solta em cima da mesa! As também chamadas ligaduras elásticas exercem um importante papel no tratamento de correção dos dentes. Elas são capazes de produzir diferentes efeitos dentários, já que existem diferentes tipos de borrachinha. Seja qual for o seu, as ligaduras com certeza são queridinhas, as responsáveis por colorir o sorriso. Mas elas podem simplesmente se soltar do aparelho dentário, colocando o paciente na dúvida do que fazer. Tem problema ficar sem a borrachinha? O ortodontista Marcos de Borba responde.

Para que serve a borrachinha no tratamento ortodôntico?

As borrachinhas auxiliam bastante o aparelho ortodôntico a fazer a movimentação dentária desejada pelo ortodontista. “São responsáveis por fazer o giro do dente, quando este estiver numa posição de giroversão. Há ainda aquelas que são em forma de corrente, que quando colocadas entre um dente e outro, possibilita o fechamento dos espaços entre eles, se houver”, explica Marcos. Elas podem fazer movimentos dentro dos ossos, horizontais e giratórios. Cada movimentação representa um tipo diferente de ligadura e apenas o profissional pode indicar a correta.

Vá a um dentista assim que possível!

Se você tinha dúvidas sobre as consequências, a verdade é que sem a presença delas o tratamento ortodôntico é prejudicado. “O fio ortodôntico ficará passivo, ou seja, sem força sobre os dentes”, comenta o ortodontista. Por isso que o mais indicado é voltar ao consultório do dentista assim que possível. Uma recomendação muito importante é não colocá-las de volta, em casa, sem a presença de um ortodontista. Apenas o profissional pode fazer esse procedimento, já que qualquer alteração pode atrapalhar a movimentação dos dentes.

Além disso, entre os motivos do atraso no tratamento ortodôntico está a falta da borrachinha no aparelho ortodôntico. “Caso fique sem a borrachinha, o dente poderá não se mover ou, até mesmo, retornar para a posição original, retardando a evolução do tratamento ortodôntico”, finaliza Marcos. Não deixe a consulta para depois!

De quanto em quanto tempo deve ser feito a troca?

A manutenção ortodôntica é uma das consultas mais importantes para os pacientes, embora talvez considerada chata. É a pressão feita nas manutenções que faz com que os dentes se mexam e sigam as intenções do dentista. Com o tempo, o aparelho perde a força inicial e as ligas elásticas deixam de impor a movimentação. “Neste caso, é recomendado que se faça de 30 em 30 dias, pois nos primeiros 15 dias a força estará ativa e ocorrerá a movimentação ortodôntica. Após isso, precisamos aguardar mais 15 dias para reorganização tecidual (descanso) para reaplicarmos novamente a força, trocando os elásticos ou fio ortodôntico”, finaliza.

Quer saber mais como funciona o tratamento ortodôntico? Confira assistindo ao vídeo do Manual do Mundo:

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Marcos de Borba - Ortodontista
Porto Alegre - RS
CRO-RS: 12129