Aquele incômodo de um dente nascendo é um acontecimento ligado às primeiras fases de vida. É muito comum os bebês já começarem a tentar coçar suas gengivas, por conta dos novos dentinhos que vem aparecendo, e também quando as crianças vão ficando banguelinhas com seus dentes de leite indo embora. No entanto, esse tipo de acontecimento pode voltar a aparecer. Isto ocorre devido o nascimento dos dentes sisos. Entretanto, como eles só chegam quando todos os demais dentes já estão lá, será que os sisos podem entortar os demais?

O que são os dentes sisos?

Os sisos são denominados de os terceiros molares. Geralmente são os últimos dentes a erupcionarem de cada lado da arcada. Porém, não são todos os indivíduos que possuem. “Há uma corrente de pensamento que acredita que a espécie humana está evoluindo e no futuro, cada vez menos pessoas possuirão o dente siso”, comenta o dentista Robson Caumo.

Quando ocorre e quais os sintomas?

O nascimento do dente siso ocorre, geralmente, após os 18 anos e, desta forma, são popularmente conhecidos como “dentes do juízo”. Todavia, isto pode variar muito entre os indivíduos. “Já presenciei casos de pacientes meus que começaram a perceber a erupção do siso após os 40 anos, como já tive casos de indivíduos com 16 anos já com siso surgindo na boca.”, conta o dentista. Dependendo de cada caso, o nascimento do dente siso vai provocar sintomas diferentes nos indivíduos. É comum observar as reclamações de pacientes sobre dor localizada e inflamação no local. Em outros casos, pode-se ter até infecções na gengiva, recobrindo o dente. Estas situações são denominadas de pericoronarite.

O nascimento do siso pode entortar os demais dentes?

Não há uma resposta de previsão 100% correta. Existem correntes de estudos que afirmam que sim, pode entortar, e outras que não. O dentista Robson compartilhou sobre a suas experiências no consultório para responder essa questão: “Eu acredito, pela minha vivência clínica, que podemos ter uma compressão nas arcadas e levar ao agravamento do chamado apinhamento, condição mais observada na região dos dentes anteriores inferiores, onde os mesmo ficar "encavalados" uns com os outros”.

Preciso extrair os dentes sisos?

A visita ao consultório do profissional é imprescindível para se obter essa resposta. É através do exame clínico e radiográfico que o dentista encontrará uma solução, se é preciso remover ou não. Há pacientes que apresentam complicações maiores, como problemas oclusais, periodontais e cáries nos dentes próximos. Além de casos mais severos, como o surgimento de cistos, principalmente na maxila (parte da face que estão inseridos os dentes), a extração é indicada, mesmo que para prevenção. “Existem pacientes que relatam que mordem muito a bochecha na região dos sisos. Neste caso, a extração também é indicada.”, completa o profissional. Há indivíduos que apresentam os dentes sisos bem localizados na arcada, sem estarem causando problemas oclusais ou periodontais. Nesses pacientes, o dente siso pode ser mantido na boca, e não causará nenhum problema para a saúde bucal.