Comer é com certeza um dos grandes prazeres da vida. São diversas opções de pratos que encontramos por aí e muitos são capazes de melhor até seu humor. No entanto, não é apenas o sabor que é importante. A mastigação é um função essencial que influencia em outras diversas, como sua saúde bucal. Para os pacientes que não a realizam corretamente, como mastigar apenas de um lado, podem ter problemas. Você sabia? Para entender sobre esse quadro, conversamos com a dentista Isrraela Moura Massena sobre o assunto.

Por que alguns pacientes mastigam de um lado só?

Segundo a profissional, a mastigação unilateral é um fenômeno físico que pode ser provocado por um desvio, sendo mais fácil mastigar de um lado do que do outro. Porém, essa ação pode ser um sinal da presença de outro problema bucal. “A mastigação unilateral também pode estar relacionada a problemas odontológicos, distúrbios na Articulação Temporomandibular, fraqueza dos músculos responsáveis pela mastigação, alterações morfológicas, como cicatrizes nos lábios, entre outros”, explica ela. Pacientes com problemas respiratórios, como rinite e desvio de septo, causando respiração pela boca, pode também apresentar a mastigação unilateral.

A mastigação de um lado só é um problema bucal?

Assim como afirma a odontologista, a mastigação unilateral é sim um problema bucal. “Para que a mastigação esteja equilibrada, ela precisa ocorrer em ambos os lados, de forma alternada, e isso só ocorre quando os dois estão saudáveis o suficiente para realizar os movimentos mastigatórios”, esclarece. Por isso, quando algum lado da boca está incomodando, há diretamente um comprometimento da mastigação. Pensando nisso, Isrraela citou algumas possíveis causas que fazem com que o paciente mastigue de um lado só:

- Cárie dental: “o paciente não mastiga do lado da lesão cariosa, pois o dente fica mais sensível e dolorido durante a mastigação”, comenta ela;
- Próteses desocluídas: não há o ajuste oclusal para mastigar corretamente;
- Mordida cruzada: o paciente sempre vai mastigar do lado que está cruzado;
- Perda dentária: “pacientes com perdas de dentes em algum dos arcos leva à mastigação para o lado que concentra maior número de dentes”, destaca.

Entenda como é realizado o tratamento nesses casos

A mastigação desequilibrada é capaz de causar consequências tanto estéticas como funcionais, de acordo com a dentista. Complicações como assimetria e alteração no desenvolvimento da face, problemas de oclusão e no funcionamento da ATM, inflamação articular e dores de cabeça são exemplos. “Nas crianças, pode ocasionar problemas na fala e incapacidade de articular fonemas”, alerta a profissional. De acordo com Isrraela, o principal tratamento é a prevenção desse transtorno da mastigação, além de uma boa higiene bucal para evitar o aparecimento de cáries e os incômodos causados por elas. “É importante observar sempre se sua mastigação está equilibrada e, no caso de pacientes que usam prótese dentária, não deixar de ir ao dentista para verificar se a mesma está devidamente adaptada”, completa ela.

Este artigo tem a contribuição da especialista:
Isrraela Moura Massena - Cirurgiã-dentista
Rio de Janeiro - RJ
CRO-RJ 40985