Você costuma prestar atenção na sua mastigação? A maioria das pessoas não. Mastigar é uma ação que costumamos fazer no modo automático. O que pouca gente sabe, no entanto, é que ela precisa ser realizada da forma adequada para que se mantenha uma boa saúde bucal. Mas como será, então, que devemos mastigar? A odontologista Katyuscia Lurentt trouxe algumas orientações.

Entenda qual é a importância da mastigação para a saúde bucal

Uma mastigação correta é fundamental para manter a harmonia e a saúde da boca. Ela é muito importante para evitar diversos problemas bucais, como o mau hálito, por exemplo. “Além disso, uma mastigação correta beneficia a musculatura da boca, a saúde dos dentes e o bom funcionamento do sistema digestivo”, explica a profissional. Ela também é importante para evitar alterações na arcada dentária, além do distúrbio de ATM.

Como a mastigação incorreta pode trazer prejuízos?

Por mais que não seja um problema muito aparente, e por isso, difícil de se identificar, a mastigação incorreta pode levar a sérios prejuízos, e por isso merece atenção. Uma mastigação unilateral, ou seja, apenas de um lado, pode levar à sobrecarga no dente ou em um grupo dentário, além do osso e músculo da face, ocasionando dores musculares e esqueléticas na região, e em casos mais graves, perda do elemento dentário. “Quando existe a ausência de um dente, a pessoa acaba usando somente o lado da arcada, aquele que possui mais dentes, e isso acaba forçando mais a musculatura de um lado, trazendo prejuízos”, explica ela.

Saiba como deve ser realizada uma mastigação correta

Mas afinal, de que forma deve ser feita a mastigação? Segundo a profissional, a mastigação correta deve ser bilateral, ou seja, usando os dois lados da arcada dentária. “Pode ser simultânea ou alternada, com movimentos verticais e de rotação de mandíbula. Dessa forma, trabalhamos a musculatura facial igualmente”, explica.

Para que esse processo possa ser feito da melhor maneira possível, no entanto, precisamos destacar que é essencial ter todos os dentes em ótimo estado. “Caso o paciente tenha perdido algum elemento dentário é importante realizar a reposição”, alerta ela.

Como o dentista pode ajudar nesse caso?

Muitas vezes, a pessoa que está realizando uma mastigação incorreta não percebe essa situação. “Nesse caso, cabe o dentista orientá-lo a realizar a mastigação correta, isso quando o paciente possui todos os elementos dentários e uma boa saúde bucal”, diz Katyuscia. Já no caso do paciente ter a falta de um ou mais dentes, prejudicando sua mastigação correta, cabe ao dentista a indicação de um tratamento para correção, que pode incluir o uso de próteses fixas ou removíveis, por exemplo. “Dessa forma, o paciente estará reabilitado para uma mastigação correta”, completa.