Sentiu um estalo na mandíbula? Isto pode acontecer em diversas situações cotidianas, como quando você mastiga algo ou ao bocejar. E acaba que muitas pessoas ignoram esse sintoma. No entanto, ele pode ser um indício de problemas na cavidade bucal, relacionada com a sua articulação temporomandibular, conhecida por ATM. Mas o que pode ter acontecido? Para responder as perguntas relacionadas a esse assunto, o Sorrisologia conversou com o dentista Augusto Pary. Veja o que indicado a fazer quando sentir a mandíbula estalando!

Quais são as possíveis causas para a mandíbula estalando?

Falar ou mastigar, essas são apenas algumas das ações rotineiras em que sua mandíbula está trabalhando. Pensando nisso, qualquer incômodo nela afeta diretamente seus afazeres essenciais, como por exemplo, se ela estalar. Na maioria desses casos, há uma relação direta com a ATM. “Esta é a articulação da mandíbula com o crânio e, quando existem problemas internos nesta articulação, o estalo pode acontecer, especialmente durante a abertura, mas também durante o fechamento”, esclarece o dentista. Além disso, esse episódio pode acontecer com paciente de qualquer idade, embora, de acordo com a profissional, seja pouco comum em crianças.

Saiba sobre os perigos da mandíbula estalando

Diversos pacientes sentem a mandíbula estalando e não procuram o profissional para descobrir o que está acontecendo. O especialista explica que é comum que o estalo articular seja assintomático, não estando então relacionado a problemas graves. “No entanto, também é um sinal de que a articulação pode estar entrando em um processo evolutivo de doença, que pode levar ao travamento da boca ou a dores na articulação”, destaca Augusto. Por isso, ao sentir qualquer incômodo na mandíbula, é indicado que procure um profissional da área. Dessa maneira, ele poderá avaliar e encaminhar o melhor tratamento. E ainda, medidas preventivas serão tomadas para que o quadro não evolua.

Como é feito o tratamento para mandíbula estalando?

A primeira etapa do tratamento é identificar a causa do problema. “Muitas vezes, o problema articular está associado a hábitos anormais, tais como bruxismo e apertamento dentário, caracterizado por manter as arcadas cerradas durante a noite ou durante o dia”, explica o dentista. Nesses casos, deve acontecer um controle desses hábitos. E ainda, é possível recorrer a confecção de placas personalizadas de acrílico, denominadas como placas miorrelaxantes, que são colocadas entre os dentes durante a noite. Em quadros mais graves, pode ser indicado usá-las no decorrer do dia também.

“Além das placas, a aplicação de toxina botulínica também pode prevenir o apertamento e o bruxismo, e é excelente para quem está em tratamento com aparelho ou faz o apertamento diurno e não deseja usar a placa durante o dia”, completa ele. Se esses tratamentos não solucionarem o problema, pacientes com quadros mais avançados podem passar por lavagem e lubrificação da articulação por vídeo. “Em casos raros, a cirurgia da articulação temporomandibular”, finaliza.