Pular para o conteúdo principal
Logo Facebook Powered By Logo OralB
04.09.2018

Mais ou menos? Como identificar problemas na quantidade de saliva

  Você sabia que alterações na quantidade de saliva produzida podem trazer riscos para o seu sorriso? O profissional dentista deverá diagnosticar esse problema
Você sabia que alterações na quantidade de saliva produzida podem trazer riscos para o seu sorriso? O profissional dentista deverá diagnosticar esse problema

Expert

Dulce Helena Cabelho Passarelli

Dulce Helena Cabelho Passarelli

CRO-SP: 35856

Mestre em Estomatologia, Patologia Bucal e Laserterapia Especialista em Docência no Ensino Superior. Autora do livro: Atlas de Estomatologia- casos clínicos Criadora e Autora do site ESTOMATOLOGIA “ON LINE”. Coordenadora clínica da OdontoPratic Saúde e Estética

Quando pensamos em saúde bucal, logo lembramos dos nossos dentes, e podemos pensar até mesmo nas gengivas e língua. Um componente muito importante dessa parte do nosso corpo, mas que muitas vezes acaba sendo esquecido é a saliva. Esse fluído é essencial para o bom funcionamento do nosso sistema digestório, e também é muito importante para a manutenção da saúde da nossa boca. Em alguns casos, a saliva pode começar a ser produzida em maior ou menor quantidade do que é adequado, e isso traz como consequência uma série de problemas.. Descubra como identificar esse quadro com a dentista Dulce Cabelho.

Entenda qual é a importância da saliva para a manutenção da saúde bucal

As glândulas salivares são órgãos que fazem parte do nosso sistema digestório e têm como principal função a produção e excreção de saliva. A produção diária delas pode chegar em torno de 1,5 litros. A saliva é composta por proteínas e sais minerais, e é fundamental para a manutenção da nossa saúde bucal. “Ela tem papel lubrificante, digestivo e antibacteriano”, afirma a profissional.

Quais fatores influenciam a quantidade de saliva e sua atuação?

Alguns fatores exercem influência no bom estado e funcionamento da saliva. Manter uma alimentação adequada, com equilíbrio de nutrientes, é importante para essa manutenção. Além disso, apresentar uma fisiologia normal em produção e quantidade de saúde também é um aspecto que conta. “Estes fatores são regulados pelo sistema nervoso central, que em condições normais mantém os níveis dentro da normalidade”, explica a profissional.

Por outro lado, existem os problemas que podem atrapalhar a produção de saliva, fazendo com que ela fique em quantidade menor ou maior do que o ideal. Uso de certas medicações controladas, pacientes submetidos à radioterapia, próteses mal adaptadas e doenças sistêmicas de caráter autoimune estão nessa lista. Nesses casos, o dentista irá iniciar o tratamento adequado para o quadro o mais rápido possível, para que essa alteração na quantidade de saliva não traga outros problemas para a saúde bucal.

Como é possível identificar a quantidade de saliva, se está em excesso ou insuficiente?

“Este fator é variável de paciente para paciente, cada caso deve ser avaliado individualmente”, afirma Dulce. Então não precisa se desesperar achando que a quantidade de saliva que você está produzindo não é a ideal. Em caso de dúvida, procure um profissional. Seja nos casos de suspeita de salivação excessiva ou insuficiente, o único capaz de quantificar ou avaliar a produção salivar é o cirurgião-dentista. “As consultas devem ser obrigatórias para diagnóstico e tratamento, e em casos específicos, o encaminhamento ao estomatologista se faz necessário”, recomenda ela.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Dulce Helena Cabelho Passarelli - Estomatologia, Patologia Bucal e Laserterapia
São Paulo, SP
CRO-SP: 35856

Mais Matérias: Saúde Bucal
Úvula: para que serve e que problemas podem afetá-la?
Saúde Bucal
Úvula: para que serve e que problemas podem afetá-la?
A úvula , também conhecida como o “sininho” da garganta, é uma das estruturas mais...
com a participação de:
Camila Stofella Sodré
CRO-RJ: 40419
Rejeição do enxerto ósseo dentário: é possível? Entenda!
Saúde Bucal
Rejeição do enxerto ósseo dentário: é possível? Entenda!
O enxerto ósseo dentário é um dos procedimentos mais conhecidos nos consultórios...
com a participação de:
Rita Ventura
CRO-RJ: 42601
Quanto tempo posso ficar com um curativo no dente?
Saúde Bucal
Quanto tempo posso ficar com um curativo no dente?
Você sabe para que serve o curativo no dente ? Conhecido como uma medida paliativa nos tratamentos...
com a participação de:
Ana Elisa da Silva
CRORS 13490
Posso cuidar das cáries em casa?
Saúde Bucal
Posso cuidar das cáries em casa?
Não é incomum encontrar uma cárie no dente e lidar com os diferentes sintomas que esse...
com a participação de:
Ana Elisa da Silva
CRORS 13490
Antibióticos em excesso estragam os dentes?
Saúde Bucal
Antibióticos em excesso estragam os dentes?
Quando se trata de saúde bucal , existem alguns hábitos simples e rotineiros que podem trazer alguns...
com a participação de:
Ana Elisa da Silva
CRORS 13490
Quais problemas uma infiltração na restauração dentária pode trazer?
Saúde Bucal
Quais problemas uma infiltração na restauração dentária pode trazer?
A restauração de dente é um dos procedimentos mais conhecidos entre os pacientes. Responsável por devolver a integridade do elemento dentário, ela é recomendada em casos de uma cárie profunda, fratura ou outra doença bucal. No entanto, assim como qualquer outra técnica odontológica,...