Talvez você nunca foi simpatizante ao uso do fio dental, mas de tanto falarem da importância dele e dos riscos que você se expôs ao não usá-lo, você decidiu que era hora de vencer esse pensamento. No entanto, basta a primeira passada entre os dentes e uma dor repentina tomou conta da sua gengiva. Pois é, você se machucou!. “Eu sabia que nunca deveria ter usado”, você pensa. Mas antes de culpar o produto e desistir, veja o que pode estar por trás disso e como você deve agir neste momento.

Qual é a função do fio dental?

Acredite, o fio dental surgiu para ajudar e não atrapalhar. Ele tem a função de limpar os espaços interdentais, ou seja, aqueles cantinhos que sua escova de dente não alcança. Além disso, ele também é capaz de fazer uma limpeza subgengival, o que, consequentemente, evita o mau hálito e te previne de doenças como periodontite e cáries. Se você consultar seu dentista, certamente ele vai te recomendar o uso desse produto diariamente que, parece tão simples, mas tem um poder enorme na busca por uma boca saudável,

Machuquei a gengiva. E agora?

Acontece que por prometer ser tão bom, logo você se frustrou. Machucar a gengiva com o fio dental é mais comum do que parece, mas não há motivo para pânico. A primeira explicação é que, provavelmente, você aplicou força demais na hora de usá-lo e o fio atingiu a gengiva, um tecido bem delicado, causando algum ferimento. Pode ser até que tenha sangrado, entretanto, o ideal é fazer um bochecho com água para limpar o sangue e continuar a higiene normalmente, controlando a força exercida durante o uso. A segunda explicação para o problema é que, infelizmente, você pode estar com algum problema gengival já instalado e a região está mais sensível que o normal ou dolorida. Neste caso, é hora de procurar ajuda.

Consulte um profissional de saúde bucal

Como é difícil saber de imediato qual é o real motivo do problema, o recomendado é observar essa região machucada pelo próximos dias. Se o ferimento não sarar e você observar sangramentos novamente, a segunda explicação para o caso é a mais provável. Por isso, não pense duas vezes e consulte seu dentista para avaliar o que está acontecendo e o que pode ser feito. Vale lembrar ainda que mesmo assim, o uso do fio dental não deve ser interrompido, evitando, desta forma, o surgimento ou agravamento de problemas.