Você escova sua língua durante a higiene bucal? Ou até mesmo sabe identificar se ela está saudável? Clinicamente, a língua saudável é rosada e limpa. Mas isso pode variar. Entrevistamos a estomatologista Dulce Cabelho para entender o assunto. “Existem lesões que podem ser extremamente benignas e outras que podem mascarar doenças graves”, explica ela. Mas, uma coisa é certa: alterações significativas nas características da língua podem representar algum problema maior. Entenda em quais casos isso acontece e como tratá-los.

Língua saburrosa x língua branca

Toda língua possui uma fina camada de saburra, uma camada esbranquiçada. “A língua possui um recobrimento de tecido queratinizado que pode variar de espessura dependendo da genética, hábitos alimentares, bem como higiene pessoal de cada indivíduo”, comenta. Na maior parte das vezes, um embranquecimento da língua pode estar dentro da normalidade. Em casos específicos, a saburra pode ser causada por uma diminuição na produção de saliva ou por uma má higiene bucal. Para ambos os casos existem tratamentos fáceis! Vale lembrar que quando a língua está muito saburrosa, o mau hálito pode ser um sintoma característico.

Diferente desse quadro, a língua branca representa casos de maior complicação. Complicações em alguns órgãos do organismo podem atrapalhar a absorção natural de vitaminas, embranquecendo a língua. Casos de leucoplasia e candidíase oral também podem fazer a língua reagir nesse sentido. Em todos os casos, é fundamental a análise de um dentista profissional qualificado. Cada quadro pode representar uma coisa, podendo ser, por vezes, algo normal.

Possíveis diagnósticos para problemas na língua

Além da língua branca, outras alterações, como as línguas muito lisinhas, podem também ser traduzidas como doença ou complicações. “Desde problemas locais relacionados à higiene e outros casos associados como doenças fúngicas até alterações por doenças sistêmicas, como uso de medicamentos controlados, doenças autoimunes e pacientes submetidos a radio e quimioterapia. Mas sempre o diagnóstico deve ser feito pelo especialista”, diz.

Como tratar a língua esbranquiçada

Para evitar casos como esses, o paciente precisa adotar a limpeza lingual à sua rotina de higiene da boca. “O correto em relação à manutenção da higiene é pelo menos uma escovação do dorso lingual diária”, alerta Dulce. Para eliminar a saburra, use o limpador de língua (também chamado de raspador de língua), uma ferramenta utilizada para eliminar os resíduos que se formam na saburra. A especialista também recomenda que todos os pacientes visitem regularmente o dentista para assim seguir as orientações corretas.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Dulce Helena Cabelho Passarelli - Estomatologia, Patologia Bucal e Laserterapia
São Paulo, SP
CRO-SP: 35856