Conforme os anos vão se passando, nossos dentes, assim como nosso corpo, vão sofrendo os impactos do nosso modo de vida. Ao chegar na terceira idade, é comum que nosso sorriso já não esteja mais como antes. Os dentes costumam estar mais escuros, e em alguns casos podem sofrer certos desgastes. As lentes de contato dental são uma opção para restabelecer a estética do sorriso. Mas será que esse tratamento é indicado na terceira idade? O odontólogo Vinícius Barçal esclareceu essa questão.

Entenda o que são as lentes de contato dental e qual o benefício dessa técnica

As lentes de contato dental nada mais são do que facetas cerâmicas odontológicas ultrafinas, que têm entre 0,3 e 0,5 mm. “Isso possibilita executá-las com o mínimo preparo dental, conservando a estrutura do dente mais intacta”, afirma o profissional.

“As lentes podem ser utilizadas para dar um novo formato aos dentes e ao sorriso dos pacientes”, explica ele. Com elas, podem ser corrigidos defeitos de coloração ou forma de um determinado dente. “Pode ser usado também em casos que envolvam correção de múltiplos dentes, como curvas de sorriso invertida, corredor bucal amplo, dentes curtos e diastemas” lista ele.

O tratamento também pode ser feito na terceira idade

Segundo o profissional, pacientes de faixas etárias acima de 18 anos podem realizar a correção estética do sorriso com as lentes de contato dental. E a terceira idade também está incluída nisso! “Para isto basta se enquadrarem nas indicações para as lentes e apresentarem uma boa saúde sistêmica e higiene bucal”, afirma.

Há restrições que impeçam de realizar esse tratamento?

Existem situações em que as lentes não são a melhor opção. Casos como defeitos de estrutura mais severos, grande perda de estrutura dental e manchas mais acentuadas são alguns deles. “Nesses casos é necessária a utilização de restaurações do tipo facetas mais espessas ou coroas dentais, para mascarar estes defeitos, reforçar a estrutura dental e garantir maior longevidade”, esclarece Vinícius.

Quais características devem ser avaliadas nesse caso?

Quando um paciente da terceira idade vai realizar esse procedimento, algumas avaliações devem ser feitas. “É preciso estar atento ao suporte ósseo das raízes dos dentes, pois ao passar dos anos é comum ocorrer perda óssea, caso esta perda seja acentuada não é indicado o uso das lentes”, explica ele. Além disso, outro fator a ser observado é a xerostomia, ou boca seca. Esse quadro costuma atingir indivíduos com mais idade e pode ser causado por alguns medicamentos, distúrbios na saúde ou radioterapia. “A presença da xerostomia pode aumentar o risco de cáries nas interfaces entre a estrutura dental e as lentes de contato dental”, diz ele.

Algumas doenças sistêmicas preexistentes, como diabetes e câncer também podem afetar a saúde bucal e prejudicar o uso dessa técnica. “Por isso é preciso ser feita uma avaliação do indivíduo como um todo e, se necessário, conversar com o médico do paciente para melhor avaliá-lo”, afirma.