Perceber a gengiva inchada ou com uma coloração mais avermelhada são os principais sinais de um quadro de inflamação. Essa irritação causada nos tecidos moles é definida como gengivite. Muitos não sabem, mas os hábitos rotineiros bucais são as peças-chave para contornar esse problema. Diversos pacientes aparecem nos consultório queixando-se sobre inflamação gengival. Conversamos com o profissional de odontologia Renato Murakawa para saber se o problema pode surgir em qualquer idade e quais são os cuidados recomendados.

A higiene é o principal cuidado contra a inflamação gengival

De acordo com as explicações do profissional, a placa bacteriana é a principal causadora da inflamação gengival. Isto é, sem que percebamos, os descuidos na correria do dia a dia com a higiene bucal estão diretamente ligados ao aparecimento desse quadro, a gengivite. “Ela é uma película fortemente aderida às superfícies dentais, composta de depósitos bacterianos e constituintes salivares, com crescimento contínuo”, define ele. Dessa maneira, a primeira reação dos tecidos moles frente ao acúmulo da placa é inflamar. É importante ressaltar que a evolução do caso pode caracterizar uma periodontite, que resulta na perda óssea.

Inflamação gengival atinge de crianças a idosos

A gengivite é um quadro extremamente comum entre os pacientes, especialmente por ser causada pela falta de higiene bucal correta. E, por isso, o odontologista afirma que o caso pode surgir em todos as idades. “A gengivite pode atingir qualquer faixa etária, desde a dentição decídua até a dentição permanente”, esclarece Renato. A limpeza dos dentes, gengiva e língua devem fazer parte da rotina de todos.

Pensando nisso, a dica é conversar com o dentista para receber as orientações corretas, como quais são os itens de higiene ideais para o seu caso e como usar o fio dental corretamente. “Lembrando que crianças e idosos tendem a ter maiores dificuldades de coordenação motora no momento da higienização, o que contribui diretamente em casos de inflamação gengival”, destaca ele.

Siga os cuidados e fique longe da gengivite

Muitos pacientes percebem que estão passando por um quadro de inflamação gengival durante a escovação diária. Um sintoma recorrente desse quadro é o sangramento dos tecidos moles durante a passagem das cerdas, resultado da irritação do local. Além disso, a sensibilidade é outro incômodo comum. Para solucionar, o tratamento indicado é a remoção da placa bacteriana. “No consultório odontológico, o dentista fará procedimentos de raspagens e alisamentos dentais, polimentos e a eliminação de fatores que ajudam a reter placa”, comenta Renato.

Para completar, manter a correta higienização bucal é essencial para driblar os quadros de gengivite, contando com a ajuda da escovação e uso do fio dental para remover a placa bacteriana. Não deixe de conversar com um profissional para tirar dúvidas e obter as ferramentas necessárias para manter sua saúde bucal livre de problemas como esse.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Renato Murakawa - Especialista em Prótese Dentária
Araçatuba - SP
CRO-SP: 97943