Produto Relacionado:

Tratamentos estéticos realizados no sorriso vão muito além de manter dentes bonitos. Isso também ajuda a preservar a saúde e bem-estar no meio bucal. A colocação de implante dentário é um exemplo. Esses parafusos feitos, na maioria das vezes, de titânio têm possibilitado aos dentistas reconstruir muitos sorrisos e valorizar a vida de vários pacientes. Mas qual é a melhor hora de realizar este procedimento? Muita gente perde um ou mais dentes permanentes de forma precoce. O especialista no assunto Rodrigo Araújo conta ao Sorrisologia a idade ideal para colocar implantes e completar seu cartão de visitas bucal.

O papel do implante no sorriso

Os implantes produzem suporte para restaurações protéticas em zonas onde não se encontram elementos dentários ou raízes residuais. "Isto gerou uma oportunidade ímpar de melhorar o desempenho estético-funcional de pacientes que, pela ausência ou pela distribuição desfavorável de elementos dentários, possuíam como única alternativa restauradora próteses parciais removíveis ou próteses totais", explica.

Pacientes que passaram pela perda dentária e foram reabilitados com o uso de pontes fixas, procedimento que necessita fazer desgaste nos dentes adjacentes, também podem se beneficiar dos implantes. Assim o dentista elimina a necessidade desses desgastes, mantendo o dente vizinho em plena forma.

A melhor idade para o tratamento

Segundo Rodrigo, o tempo ideal para colocar um implante dentário vai depender da formação óssea do paciente. "Desde que tenha acabado o período de crescimento facial, não há idade limite para se colocar implantes dentários em paciente com saúde controlada". Os implantes ajudam a reabilitar estética e funcionalmente os dentes perdidos, mas também garantem algo que ultrapassa a saúde bucal. "Além de melhorar a mastigação, o sorriso é parte fundamental da nossa interação social e autoestima".

Criança pode colocar implante?

Não precisa ser mais velho para perder um ou mais dentes permanentes. Muitas crianças também estão propensas a esta fatalidade, seja por acidente ou pela falta de cuidados. Mas será que a reposição deste dente pode ser feito através de implante? "Embora alguns tratamentos em pacientes jovens estejam descritos na literatura, ainda não se encontram definitivamente esclarecidos os possíveis efeitos da presença dos implantes sob carga funcional no crescimento, tanto da mandíbula, como da maxila", esclarece Rodrigo.

Os implantes se assemelham a dentes paralisados, por isso não acompanham o crescimento facial. "Ficando em infra-oclusão quando instalados antes do crescimento completo da face". No entanto, o dentista deve avaliar, com critério, caso a caso e realizar exames específicos para acompanhar a situação clínica do paciente.