O tempo é corrido. Em meio a trabalho, faculdade e família, as 24 horas parecem poucas para dar conta de tudo. Com isso, será que a saúde bucal tem espaço no seu dia? Justificativas como falta de tempo, cansaço e até esquecimento são comuns para não escovar os dentes ou dedicar um tempo no fio dental. Se você se identifica com esse cenário, está na hora de rever seus hábitos e prioridades. Veja agora a importância desses cuidados e como incluí-los na rotina.

Por que faltam cuidados com a saúde bucal?

Se não há incômodo na gengiva e seus dentes estão aparentemente saudáveis, não há motivo para se preocupar ou consultar o dentista, certo? Errado! O pensamento equivocado, na opinião da profissional de odontologia Luciana Haller, é um dos principais motivos para a falta de cuidados. "As pessoas se esquecem porque as lesões e as dores demoram a aparecer. A maioria dos pacientes com higiene deficiente só vai procurar o profissional no momento em que sentem dor ou ficam com a estética abalada”, comenta. Portanto, não confie apenas no visual dos dentes ou na ausência de dores para se certificar de que está tudo bem.

O papel do dentista

Quando o paciente vai a uma consulta, ele percebe que simples atitudes todos os dias são capazes de protegê-lo de dores e de procedimentos mais invasivos que doeriam na boca e no bolso. Desta forma, o dentista é um personagem essencial nesse processo. “Somos nós que podemos orientar a higiene bucal ideal e os produtos necessários para que não ocorra nenhum problema futuro”, garante. Luciana recomenda ir ao dentista cerca de três vezes ao ano, não só para avaliar a qualidade da higiene, como para checar se houve evolução cariosa e se há a necessidade de intervenção em algum problema bucal. “Assim, o cuidado começa e o olhar com atenção à saúde passa a ser respeitado pelo paciente”, diz.

Algumas dicas que podem ajudar:

1 - Cole um bilhete naquele espelho que você se olha toda amanhã lembrando de escovar os dentes ao acordar.

2 - Programe um despertador de lembrete de escovação mais ou menos 30 minutos após os horários de costume de suas refeições.

3 - Tenha um kit de higiene bucal extra na bolsa ou no trabalho para garantir a escovação nos períodos fora de casa.

4 - Se você ainda não tem aquele dentista de confiança, está na hora de achá-lo. Consultar amigos e familiares pode ajudar nessa busca.

5 - Marque uma consulta de check-up e não se esqueça de anotar na agenda para não perder a data. No dia, não deixe de tirar todas as dúvidas com o profissional.

6 - Após a consulta, siga todas as recomendações do especialista. Isso pode incluir mudanças na alimentação, hábitos de vida e até na troca da sua escova de dente.