Pular para o conteúdo principal
Logo Facebook Powered By Logo OralB
29.12.2017

Herpes no verão: apesar de mais comum, esse problema pode ser evitado. Veja algumas dicas de um especialista

Expert

Dra. Paula Periquito

Dra. Paula Periquito

CRM-RJ: 52.79985-8

Medica formada pela Universidade Federal Fluminense, Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, Mestre em Doenças infecciosas e parasitárias pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro,

Quem tem o vírus do herpes sabe que quando chega o verão as chances de que ele se manifeste são ainda maiores. Além dos cuidados com as queimaduras de sol e hidratação, a preocupação em evitar o herpes bucal também deve ser redobrada nessa época. Apesar desse maior risco, existem formas de se proteger contra esse quadro, e curtir a estação da melhor forma possível, com muita praia, sol, piscina e bebida gelada! Confira as dicas da dermatologista Paula Periquito para esse momento.

Por que o herpes costuma aparecer mais no verão?


Todo ano quando chega o verão e você se preocupa em tomar cuidado para se prevenir contra o herpes. Mas afinal, por que ele é mais comum nessa época? A explicação está relacionada com a imunidade. “A radiação solar tem o poder de diminuir a imunidade local da pele, além de danificar a camada de proteção superficial nos casos de exposição prolongada ao sol”, explica a profissional. Por isso, durante os dias de sol a pele fica mais suscetível a alguns tipos de infecção, e é nesse momento que o herpes bucal ganha força e se manifesta no corpo.

“É importante salientar que, infelizmente, quem tem herpes uma vez pode apresentar outros episódios sempre que a imunidade local da pele estiver prejudicada”, esclarece Paula. Além do calor, isso pode acontecer também em situações de frio excessivo, nas quais o lábio fica ressecado demais, ou durante a gestação.

Veja algumas dicas da especialista para evitar o problema


A má notícia é que ainda não existe uma cura para o herpes, mas é possível realizar um controle! Aplicar protetor solar labial e hidratantes podem ajudar na prevenção da doença, por isso invista neles durante o verão. “Porém algumas pessoas têm episódios de repetição e precisam de um tratamento conhecido como de supressão que é feito com um aminoácido chamado Lisina e tem o poder de suprimir a replicação do vírus e evitar que ele apareça”, diz ela. Esse tratamento é feito por via oral e dura em torno de 6 meses. Caso você se identifique com essa situação, pergunte sobre ele ao seu médico!

Caso ele apareça, o que deve ser feito?


Se você viaja para uma cidade de praia, dá sorte de pegar os dias ensolarados e resolve investir no bronze, pode ser que mesmo com o uso do protetor labial o problema apareça. Nesse caso, segundo a dermatologista, a melhor opção é a limpeza local com água boricada para prevenir infecções bacterianas secundárias. “Cremes contendo a medicação aciclovir funcionam muito pouco e em casos mais extensos o ideal é mesmo iniciar a medicação por via oral”, recomenda ela. Sempre com a indicação de um médico, é claro. Além disso, é importante evitar o contato com outras pessoas pois trata-se de uma doença extremamente contagiosa!

Mais Matérias: Herpes Labial
Herpes bucal x ansiedade: entenda como esses dois estão interligados e como prevenir a manifestação da doença
Herpes Labial
Herpes bucal x ansiedade: entenda como esses dois estão interligados e como prevenir a...
Você sabia que a ansiedade pode ser a causa de alguns problemas bucais? Entre eles, está a herpes ....
com a participação de:
Daniel Cohen Goldemberg
CRO-RJ: 29267
Herpes labial: o que é? Como surge? Quais são os sintomas? Qual é o melhor tratamento? Saiba tudo sobre o assunto
Herpes Labial
Herpes labial: o que é? Como surge? Quais são os sintomas? Qual é o melhor tratamento?...
Você desconfia que está com herpes labial? Olhar para o espelho e notar uma feridinha na boca pode...
com a participação de:
Dulce Helena Cabelho Passarelli
CRO-SP: 35856
Início do herpes na boca: veja como identificar os primeiros sintomas
Herpes Labial
Início do herpes na boca: veja como identificar os primeiros sintomas
Você já teve herpes na boca? Essa doença é muito conhecida por seu poder de...
com a participação de:
Dulce Helena Cabelho Passarelli
CRO-SP: 35856
Herpes labial na infância pode resultar de um sistema imunológico enfraquecido
Herpes Labial
Herpes labial na infância pode resultar de um sistema imunológico enfraquecido
Uma criança com febre pode significar diversas coisas, inclusive, herpes labial . Isso mesmo! Bolhas...
com a participação de:
Vânia Côrtes
CRO PR 14.282
Gengivite estomatite herpética: conheça o quadro e saiba os riscos durante a infância
Herpes Labial
Gengivite estomatite herpética: conheça o quadro e saiba os riscos durante a infância
Os papais e as mamães de plantão sabem como deve ser o cuidado para que os pequenos não...
com a participação de:
Vânia Côrtes
CRO PR 14.282
Herpes labial e intolerância a glúten: entenda a relação
Herpes Labial
Herpes labial e intolerância a glúten: entenda a relação
Você já deve ter lido em algumas embalagens de comidas a seguinte frase: contém glúten. O...
com a participação de:
Ludimila de Gouvêa Cerqueira e Ferreira