O herpes labial é uma doença que acomete grande parte da população mundial. Diversas pessoas passam pelas crises da doenças. Por outro lado, outras também contaminadas nunca apresentaram sintomas. Por não existir uma cura, procuram-se maneiras de diminuir o número de manifestações do vírus, identificadas como erupções nos lábios. O que muita gente não sabe é que manter a saúde bucal é uma maneira eficiente de reduzir as crises. A dentista Camila Esteves trouxe orientações para driblar o aparecimento do herpes labial.

Como é possível se prevenir das crises de herpes labial?

O aparecimento do herpes labial é diretamente influenciado pela saúde do paciente. Por isso, quando mais abalado, mais suscetível a ter as erupções. Hábitos saudáveis, físicos e emocionais, são os indicados para se prevenir. E então, o paciente deve ficar mais atento a determinadas situações, como: estresse, baixa imunidade do organismo, exposição solar intensa (utilizar sempre protetor solar) e período menstrual. “Embora não exista uma cura definitiva para o herpes simples, existem alguns alimentos que ajudam a controlar as crises”, destaca a profissional. Procure alimentar-se daqueles com pouca arginina e ricos em lisina, como a carne vermelha e laticínios.

A saúde bucal ajuda na prevenção do herpes labial?

Diferente do que a maioria das pessoas pensam, a saúde bucal pode ajudar a evitar crises de herpes labial sim. Assim como explica a dentista, ter uma boa higiene bucal contribui para manter a sua saúde. Dessa maneira, o sistema imunológico estará sempre em bom estado. Isto faz com que aconteça a prevenção e a doença não se manifeste, já que esta acontece quando a defesa do corpo está enfraquecida. “Por isso a necessidade de visitas frequentes ao dentista para controle e prevenção de problemas bucais que podem desregular o sistema imunológico”, orienta Camila.

Veja outros importantes cuidados com o herpes labial

Para quem tem herpes labial, sabe como são incômodas as crises da doença. Fora a questão estética que fica comprometida. Por isso, é importante manter a atenção na saúde para diminuir essas ocorrências. Devido ao seu caráter de contágio através do contato direto com as feridas, algumas medidas podem ajudar na prevenção. Um exemplo é não compartilhar objetos pessoais com pessoas que apresentem lesões. “Outro cuidado recomendado é trocar a escova de dente regularmente, pois o vírus do herpes pode sobreviver nela, evitando assim que o problema reincida”, destaca a dentista. Pensando nisso, o controle da saúde sistêmica e bucal são fundamentais. Dessa maneira, é possível controlar as ocorrências das crise. Além disso, não deixe de consultar-se regularmente com seu dentista para tirar as dúvidas e ser encaminhado para o tratamento ideal quando necessário.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Camila Esteves - Especialista em Dentística reabilitadora e Estética
Vila Maria - SP
CRO-SP: 93.840