Você já passou por uma crise de herpes labial? O quadro causa dor, ardência e vermelhidão, comprometendo também a estética do paciente em questão. O que muita gente não sabe é que muitos já contraíram o vírus ainda na infância, porém não são todas as pessoas que o manifestam. Isso porque, existem diversos fatores que influenciam no surgimento das bolhas. Exposição solar, estresse e sistema imunológico são alguns deles. No entanto, a alimentação também tem papel relevante nisso. Com as orientações da dermatologista doutora Paula Periquito, saiba quais alimentos que ajudem o vírus a não se manifestar.

Quais cuidados são necessários para que o vírus não se manifeste?

Como ressaltado acima, a manifestação do vírus da herpes labial é influenciado por diversos fatores. Por não possuir uma cura, os pacientes contaminados são orientados a terem cuidados com a doença, antes e depois do aparecimento das pequenas bolhas. Pensando nisso, é possível tomar algumas medidas para tentar contornar o herpes labial. "Manter sempre os lábios e a pele ao redor hidratados, evitar queimaduras pelo e pelo frio, fazer uso de medicação profilática, no caso de ser submetido a procedimentos estéticos invasivos no local e evitar os alimentos contendo arginina”, listou a profissional.

Conheça os alimentos que podem ajudar a controlar o herpes labial

Já é sabido que a alimentação é um fator de grande influência para o funcionamento do corpo, ainda mais quando o assunto é saúde bucal. Dessa maneira, existem comidas que podem ser capazes de controlar a manifestação do vírus, fazendo com que os episódios não aconteçam. “Existem alimentos ricos em lisina como as carnes vermelhas, o leite e derivados”, indica a médica.


Além disso, há outros que podem estimular a proliferação do herpes labial, por exemplo, os alimentos ricos em aminoácidos e em arginina, como o chocolate, castanha e abacaxi. Desta forma, os pacientes que possuem predisposição ao herpes, devem evitar estes.

Quais são os principais cuidados para quem possui herpes labial?

É importante ressaltar que há pacientes que possuem o vírus do herpes, mas nunca manifestaram a doença. Em contrapartida, aqueles que a manifestaram algum dia, têm tendência a passar pelas crises mais vezes e são indicados a tomarem alguns cuidados. “Quem possui herpes em fase ativa deve evitar o contato direto com outras pessoas, evitar compartilhar copos, talheres, guardanapos, a fim de não contaminar terceiros, uma vez que o vírus é altamente contagioso”, alerta a dermatologista.


E ainda, manter a imunidade em equilíbrio também contribui para que o herpes labial labial não se manifeste. Para completar, vale destacar o cuidado de trocar a escova de dentes após uma crise do vírus, outra maneira de precaução para o paciente e os demais ao seu redor.