Pular para o conteúdo principal
Logo Facebook Powered By Logo OralB
06.04.2018

Herpes labial em crianças: como a doença é contraída?

  Crianças não estão livres de contrair o herpes labial. Com as explicações da profissional, entenda como essa doença acontece nos pequenos
Crianças não estão livres de contrair o herpes labial. Com as explicações da profissional, entenda como essa doença acontece nos pequenos

Expert

Bárbara Mafalda de Oliveira Germano

Bárbara Mafalda de Oliveira Germano

CRO-MG 40316

Graduada em Odontologia pela Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM), com especialização em Ortodontia pela Uningá, e pós-graduação em Harmonização e Estética Orofacial pela FAIPE.

Apesar dos pais fazerem de tudo para manter a saúde da criança 100%, há coisas que são difíceis de evitar. Um exemplo é o herpes labial. O contágio é recorrente, principalmente porque ele acontece de maneira direta e grande parte da população já possui o vírus. É comum notar esse problema em adolescentes e pacientes já adultos. No entanto, crianças também estão vulneráveis. Mas como o herpes labial é contraído na infância? A dentista Bárbara Mafalda de Oliveira Germano conversou com o Sorrisologia e explicou mais sobre isso e como lidar com esse diagnóstico.

É comum crianças apresentarem herpes labial?

Casos de crianças e bebês com herpes labial acontecem com menor frequência, porém elas também podem contrair o vírus. “Geralmente, caracteriza-se por lesões bolhosas na região de lábios, queixo e/ou bochechas, e requer tratamento, já que pode ocasionar complicações e outras doenças, devido à baixa do sistema de defesa do organismo”, explica a profissional. Além disso, o primeiro surto nos pequenos pode resultar em Gengivoestomative Herpética Primária, conhecida como a forma mais agressiva. Esse quadro vem acompanhado de febre alta, dores, dificuldade para comer e bolhas na boca, gengiva, língua e lábios.

Crianças podem contrair o herpes labial pela própria mãe

Para os pequenos, a principal maneira de contágio acontece através dos adultos. Isso ocorre por se tratar de uma doença extremamente contagiosa e também pelo fato de mais de 70% deles serem portadores do herpes labial. “O vírus é passado de uma pessoa portadora do vírus, que apresenta lesões ativas, para a pessoa sadia, através de contato direto da mucosa infectada, que apresenta o vírus dentro das lesões bolhosas”, esclarece a dentista.

Além disso, as crianças são comumente infectadas pelo contato com a própria mãe, nos casos em que ela é portadora do herpes labial, e através do beijo. Aqueles que já frequentam o ambiente escolar possuem um outro fator de risco para a contração do vírus, pois o convívio social aumenta, com os amigos e professores.

O que fazer quando a criança manifestar o herpes labial?

Vale ressaltar que ao contrair o herpes labial, a criança não irá necessariamente manifestá-lo. “O vírus pode ficar em sua forma latente por vários anos, alojado em gânglios nervosos, e a doença também pode nunca se manifestar em sua forma clínica, através das lesões”, destaca Bárbara. Entretanto, há casos em que o pequeno apresenta a doença e passa por complicações. Recém-nascidos, por exemplos, contaminados pelo vírus podem apresentar doenças importantes em outros locais do corpo, como no cérebro e pulmões. “ A melhor atitude é procurar imediatamente seu dentista ao aparecimento de qualquer sintoma do herpes labial em crianças”, finaliza a profissional.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Bárbara Mafalda de Oliveira Germano - Ortodontista
Ponte Nova – MG
CRO-MG 40316

Mais Matérias: Herpes Labial
Herpes labial: tratamento caseiro funciona? Veja 4 opções para lidar com o problema em casa
Herpes Labial
Herpes labial: tratamento caseiro funciona? Veja 4 opções para lidar com o problema em casa
Dentre as doenças que podem atingir a boca, o  herpes labial é certamente uma das mais imprevisíveis e incômodas. Causada pelo vírus herpes simples, ela é caracterizada pelo surgimento de pequenas bolhas que possuem o aspecto de feridas e podem ser bastante dolorosas. Embora não tenha cura, o herpes...
Herpes não tem cura: dentista explica o porquê e indica os melhores remédios para aliviar as bolhas
Herpes Labial
Herpes não tem cura: dentista explica o porquê e indica os melhores remédios para...
Você descobriu que tem herpes labial e ainda não sabe como lidar com o problema? De fato, são...
com a participação de:
Rhianna Barreto
CRO-RJ:37448
Qual é o melhor remédio para herpes labial? Dentista recomenda os cuidados para controlar o vírus e não se espalhar
Herpes Labial
Qual é o melhor remédio para herpes labial? Dentista recomenda os cuidados para...
Notou a presença de bolhas pequenas e incômodas na boca? Isso pode ser um sinal de herpes labial ....
com a participação de:
Dulce Helena Cabelho Passarelli
CRO-SP: 35856
Afta nos lábios ou herpes labial: saiba como diferenciar essas duas lesões na boca
Herpes Labial
Afta nos lábios ou herpes labial: saiba como diferenciar essas duas lesões na boca
Se você já teve uma afta na boca, sabe muito bem a sensação de desconforto que...
com a participação de:
Daniele Machado
CRO-RJ 26.953
Herpes bucal x ansiedade: entenda como esses dois estão interligados e como prevenir a manifestação da doença
Herpes Labial
Herpes bucal x ansiedade: entenda como esses dois estão interligados e como prevenir a...
Você sabia que a ansiedade pode ser a causa de alguns problemas bucais? Entre eles, está a herpes ....
com a participação de:
Daniel Cohen Goldemberg
CRO-RJ: 29267
Herpes labial: o que é? Como surge? Quais são os sintomas? Qual é o melhor tratamento? Saiba tudo sobre o assunto
Herpes Labial
Herpes labial: o que é? Como surge? Quais são os sintomas? Qual é o melhor tratamento?...
Você desconfia que está com herpes labial? Olhar para o espelho e notar uma feridinha na boca pode...
com a participação de:
Dulce Helena Cabelho Passarelli
CRO-SP: 35856