Pular para o conteúdo principal
Logo Facebook Powered By Logo OralB
01.02.2017

Herpes na boca: saiba como controlar o vírus durante o verão

Expert

Sylvia Cysneiros

Sylvia Cysneiros

CRM: 52.82342-2 / RQE 19793

Sylvia Cysneiros é formada pela Faculdade de Medicina Souza Marques e fez residência em Dermatologia pela Policlínica Geral do Rio de Janeiro, se especializando nas áreas de Dermatologia Clínica, Cirúrgica e Cosmiatria. Possui Título de especialista em Dermatologia e é Membro efetivo da SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia)

Você já aprendeu a conviver com esse vírus o ano inteiro. Só que o verão chegou e a sua rotina de cuidados vai precisar ser diferente. Quem tem herpes nos lábios consegue levar uma vida normal quando o vírus está em estado latente. Mas essa situação muda com a exposição constante ao sol. Para saber como escapar das crises nesse calor, convidamos a dermatologista Sylvia Cysneiros, que vai explicar as principais formas de controlar as feridinhas praticando cuidados com a pele e alimentação.

O verão chega, as feridas aparecem

O vírus do herpes vive escondido no corpo em estado de latência, sem provocar lesões, até ocorrer alguma mudança capaz de ativá-lo novamente. No verão, o maior motivo para que isso aconteça são os raios solares. Sylvia explica que a exposição ao sol é um dos gatilhos que podem fazer com que o vírus seja reativado. “Os raios ultravioleta (UV) causam danos ao DNA e provocam uma queda de imunidade, resultando na reativação do vírus”.

Existe controle para o herpes

Ainda bem que essa situação pode ser contornada. A dermatologista diz que é importante minimizar a exposição ao sol e usar protetores solares a todo momento, inclusive labiais, com FPS 30 ou maior. Outro ponto que precisa ser controlado é a dieta durante o verão. “Alimentos ricos em aminoácido arginina, como chocolate, amendoim, nozes, castanha de caju e aveia, podem fortalecer o vírus e devem ser evitados”.

Como tomar sol sem preocupações?

Não dá pra passar o verão sem aproveitar as praias ou uma ida à piscina. Se você tem herpes e evita esses momentos por medo da exposição solar, Sylvia dá a dica. “O sol será sempre um potencial reativador do herpes, portanto é necessário alguns cuidados, mesmo que a doença não esteja ativada”. Por isso, não dispense o uso de barracas, chapéus e protetor solar.

Não deixe de procurar seu dermatologista

Antes das lesões, alguns sinais como ardência e formigamento no local costumam surgir. “Se notar esses sintomas após um dia de praia, por exemplo, o ideal é procurar o dermatologista e iniciar o tratamento para evitar que a doença se manifeste”. Não se esqueça que o estresse também é fator que desencadeia as feridinhas. Fique tranquilo e aproveite a estação frequentando locais frescos e com uma boa sombra.

Mais Matérias: Herpes Labial
Herpes bucal x ansiedade: entenda como esses dois estão interligados e como prevenir a manifestação da doença
Herpes Labial
Herpes bucal x ansiedade: entenda como esses dois estão interligados e como prevenir a...
Você sabia que a ansiedade pode ser a causa de alguns problemas bucais? Entre eles, está a herpes ....
com a participação de:
Daniel Cohen Goldemberg
CRO-RJ: 29267
Herpes labial: o que é? Como surge? Quais são os sintomas? Qual é o melhor tratamento? Saiba tudo sobre o assunto
Herpes Labial
Herpes labial: o que é? Como surge? Quais são os sintomas? Qual é o melhor tratamento?...
Você desconfia que está com herpes labial? Olhar para o espelho e notar uma feridinha na boca pode...
com a participação de:
Dulce Helena Cabelho Passarelli
CRO-SP: 35856
Início do herpes na boca: veja como identificar os primeiros sintomas
Herpes Labial
Início do herpes na boca: veja como identificar os primeiros sintomas
Você já teve herpes na boca? Essa doença é muito conhecida por seu poder de...
com a participação de:
Dulce Helena Cabelho Passarelli
CRO-SP: 35856
Herpes labial na infância pode resultar de um sistema imunológico enfraquecido
Herpes Labial
Herpes labial na infância pode resultar de um sistema imunológico enfraquecido
Uma criança com febre pode significar diversas coisas, inclusive, herpes labial . Isso mesmo! Bolhas...
com a participação de:
Vânia Côrtes
CRO PR 14.282
Gengivite estomatite herpética: conheça o quadro e saiba os riscos durante a infância
Herpes Labial
Gengivite estomatite herpética: conheça o quadro e saiba os riscos durante a infância
Os papais e as mamães de plantão sabem como deve ser o cuidado para que os pequenos não...
com a participação de:
Vânia Côrtes
CRO PR 14.282
Herpes labial e intolerância a glúten: entenda a relação
Herpes Labial
Herpes labial e intolerância a glúten: entenda a relação
Você já deve ter lido em algumas embalagens de comidas a seguinte frase: contém glúten. O...
com a participação de:
Ludimila de Gouvêa Cerqueira e Ferreira