Você provavelmente já ouviu falar na harmonização orofacial, não é mesmo? Esse procedimento tem sido uma ótima alternativa para quem deseja fazer pequenas mudanças estéticas no rosto, já que ele busca equilibrar os traços faciais e deixá-los mais harmônicos. Para isso, o cirurgião plástica, o dermatologista e o cirurgião dentista atuam em conjunto para estabelecer como a harmonização deve ser feita e que etapas devem ser seguidas. Os resultados costumam ser bem satisfatórios, até mesmo porque o paciente tem total liberdade para explicar o que gostaria de mudar ou não. Se você está pensando em aderir a esse procedimento, fique de olho nos benefícios que ele pode te proporcionar!

1. Oferece um rosto mais harmônico e simétrico

Como o próprio nome já diz, a harmonização facial tem o intuito de conferir um rosto mais equilibrado e harmonioso ao paciente. Isso é possível porque o procedimento inclui várias técnicas capazes de corrigir assimetrias, linhas de expressões e demais problemas estéticos. Dessa forma, basta alinhar com os especialistas envolvidos quais são as suas expectativas e o que você pretende mudar para que o resultado fique do jeitinho que você imaginou. Assim fica muito mais fácil recuperar sua autoconfiança e bem-estar! ;)

2. Pode melhorar a autoestima

A autoestima interfere na nossa vida pessoal e social mais do que você imagina. Por isso é importante ter uma rotina de cuidados para que você sempre sinta bem consigo mesmo, e, quando possível, buscar fazer umas melhorias naquilo que te incomoda. A harmonização facial é um tratamento estético que pode ajudar bastante nisso, principalmente quando as queixas do paciente se referem aos traços faciais. Essa técnica visa tratar as assimetrias e imperfeições do rosto, devolvendo a autoestima e te dando mais motivos para sorrir.

3. Retarda os sinais do envelhecimento

Para quem deseja manter o aspecto jovem da pele, a harmonização facial é tudo! As melhorias do tratamento estético vão além da autoestima e do bem-estar, já que o procedimento também atua de forma preventiva contra o envelhecimento facial. Isso ajuda a recuperar a jovialidade de uma maneira mais natural, já que apesar de tratar pequenas questões estéticas, a harmonização não é invasiva e, portanto, não altera significativamente a fisionomia do paciente, diferente das cirurgias plásticas comumente conhecidas.

4. É um procedimento minimamente invasivo

Além de tudo, a harmonização facial é um tratamento considerado minimamente invasivo e com rápida recuperação se comparada a outros procedimentos. Como essa técnica é mais abrangente e, consequentemente, requer o auxílio de vários especialistas, o trabalho em conjunto permite que seja feito o melhor (e menos invasivo) trabalho possível para harmonizar a face do paciente. Assim, a recuperação é rápida e tranquila, e em pouco tempo já é possível apreciar o resultado!