O fio dental é um item de higiene bucal de grande importância, pois além de contribuir para a remoção de restos de alimentos em locais onde a escova de dente não alcança, ele é essencial na redução da placa bacteriana entre os dentes. Porém, não é só nos dentes que você percebe o poder de limpeza do fio dental, mas também na gengiva. E isso é muito importante, pois a região também sofre riscos de problemas bucais graves, como gengivite e periodontite. Entenda como o fio dental é um importante para os tecidos moles da cavidade bucal.

O fio dental é essencial na sua rotina

Realizar uma higiene bucal ideal é contar com a ajuda de vários itens. Além da escova de dentes e creme dental, você deve fazer uso do fio dental todos os dias. Segundo as recomendações do dentista Edgard de Mello Fonseca, o mais importante é usar o item, seja antes ou depois da escovação. “Ele limpa as áreas entre os dentes que as cerdas da escova dental não alcançam”, destaca o dentista. A recomendação mais comum no uso do fio dental é não aplicar força demais ou realizar a atividade de maneira corrida. “O fio deverá entrar na gengiva, porque temos uma espécie de vala entre o dente e ela onde as bactérias se alojam”, indica Edgard. Para tirar as dúvidas, a dica é conversar com seu odontologista e ter as recomendações ideais.

Fique longe da gengivite com a ajuda do fio dental

Assim como destacado acima, o fio dental auxilia na remoção da placa bacteriana. Ela surge graças à ação de bactérias na sua boca, que se alimentam dos restos de comida e aderem aos dentes, dando um aspecto áspero e amarelado. Entretanto, quando não é retirada, a placa bacteriana endurecida dá origem ao tártaro. E muitas doenças bucais acabam acontecendo por causa dele, como a gengivite. Essa camada então consegue alcançar a linha da gengiva, o que provoca uma inflamação nos tecidos moles. Os sintomas mais comuns são inchaço, vermelhidão e sangramentos. “A utilização do fio dental é imprescindível para evitar a gengivite, principalmente nos espaços interdentais”, orienta o profissional Max de Aguiar Ferreira.

Quando não tratada, gengivite pode evoluir para a periodontite

Muitos pacientes percebem um sangramento ao utilizarem o fio dental, o que leva a grande parte deles abandonarem o uso. No entanto, essa atitude não está correta. No caso desse sintoma estar acompanhado de outros, relacionados à gengiva, pode ser sim um quadro de gengivite. Mas, se ela não for tratada, evolui para uma periodontite. Essa doença provoca problemas no suporte dos dentes, deixando-os mais moles e podendo levar à perda do elemento. E basta não fazer uso do fio dental para correr todos os riscos dessa doença. Por isso, não deixe de usá-lo. Com movimentos de vai e vem, você consegue deixar sua boca protegida. Para completar, existem diferentes modelos do item, encontre o melhor para o seu caso e cuide-se.

Este artigo tem a contribuição do especialista:

Edgard de Mello Fonseca - Especialista em Periodontia e Implantodontia
Rio de Janeiro - RJ
CRO-RJ: 22.239

Max de Aguiar Ferreira - Odontologista
Armação de Búzios - RJ
CRO-RJ: 27553