Para a maioria das mulheres, ser mãe é uma das grandes realizações da vida. Por isso, cada etapa é rodeada de sentimentos fortes, incluindo diversas preocupações para que tudo ocorra bem. E a saúde bucal também deve ser um item importante dessa lista. Como, por exemplo, a preocupação com um sangramento na gengiva durante a gravidez. Com isso, logo é pensado no bem-estar da grávida e do bebê. Por isso, o Sorrisologia conversou com o dentista Edgard de Mello Fonseca que explicou sobre o que significa esse quadro, seus riscos e o que deve ser feito.

Sangramento na gengiva durante a gravidez pode ser hormonal?

É comum observar relatos de sangramento na gengiva entre mulheres grávidas. “Existe um quadro clínico que se manifesta, principalmente, no segundo trimestre da gravidez, caracterizado pelo sangramento da gengiva”, explica o profissional. Isso ocorre por conta do aumento de hormônios esteroidais durante essa fase da gestação. E então, esses compostos sendo produzidos a mais, servem como fonte de nutriente para um tipo específico de bactéria. Dessa maneira, o resultado do processo é esse sangramento na gengiva.

O sangramento pode trazer riscos para a mãe ou o bebê?

Caso a mulher grávida apresente um quadro de sangramento na gengiva como esses, é importante que marque uma consulta com seu médico. Assim como explica o periodontista, a doença possui um caráter infeccioso e inflamatório. Por isso, ela pode resultar em um aumento de uma série de substâncias inflamatórias no corpo. E é esse o fator que pode trazer problemas mais graves, como por exemplo um parto prematuro. Dessa maneira, preste atenção e, logo que percebido, procure iniciar o tratamento adequado.

Quais são os outros quadros que esse sangramento pode indicar?

Não é somente o aumento de hormônios esteroidais que causam esse sangramento. Outro caso possível que pode estar trazendo esse incômodo é, em princípio, um quadro de gengivite. Além disso, como ressalta o especialista, outra possibilidade é a paciente estar com um acometimento de estruturas de inserção dos dentes. Ou seja, esse ocorrido na cavidade bucal pode apresentar uma periodontite na grávida, que é um caso mais severo. Por isso, para certificar-se do que está realmente acontecendo, é de suma importância marcar uma consulta com o periodontista e seguir o tratamento indicado. A procura desse profissional é a maneira correta de agir nessas situações.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Edgard de Mello Fonseca - Especialista em Periodontia e Implantodontia
Rio de Janeiro - RJ
CRO-RJ 22.239