Pular para o conteúdo principal
Logo Facebook Powered By Logo OralB
24.07.2019

Frenectomia: 10 cuidados após a cirurgia de remoção do freio labial ou lingual

Expert

Rhianna Barreto

Rhianna Barreto

CRO-RJ:37448

Cirurgia bucomaxilofacial, Dor Orofacial e Disfunção Temporomandibular e Odontologia Hospitalar

A frenectomia nada mais é do que a cirurgia realizada para remover o freio labial ou lingual, uma condição que pode afetar significativamente a vida do paciente. Assim como em qualquer procedimento cirúrgico, ela requer alguns cuidados para que o resultado esperado seja atingido. Sabendo que muitas pessoas podem sofrer com esse problema, o Sorrisologia bateu um papo com a cirurgiã-dentista Rhianna Barreto para conferir quais são os principais cuidados após uma frenectomia. Confira!

Freio labial x Freio lingual

Como o nome já diz, a principal diferença entre os freios é a região em que eles se localizam na cavidade oral. Enquanto o freio labial é encontrado na região vestibular da maxila, entre os incisivos centrais superiores, o freio lingual se localiza da metade da face inferior da língua até o assoalho da boca, segundo Rhianna.

Frenectomia: quando é necessário fazer?

Para realizar o procedimento cirúrgico, é necessário passar por uma avaliação com um ortodontista antes. Como a dentista explica, normalmente isso acontece quando o freio labial afeta os dentes, fazendo com que eles apresentem um quadro de diastema (separação). Já o freio lingual, que gera a conhecida “língua presa”, costuma ser identificado quando o indivíduo ainda é um bebê e pode afetar a amamentação, deglutição e a fala do paciente. Quando se percebe sua presença, o ideal é que a mãe leve o bebê ao odontopediatra para que seja analisada a indicação da frenectomia.

Além disso a dentista também esclarece uma dúvida sobre a possível perda de sensibilidade durante a cirurgia: “É muito incomum mas pode ocorrer nos casos que houver lesão em alguma estrutura nobre, como nervo ou artéria, principalmente na cirurgia de freio lingual. Por isso o procedimento deve ser realizado por especialista em cirurgia”.

10 cuidados após a cirurgia de frenectomia

Tão importante quanto a própria cirurgia são os cuidados que devem ser feitos após o procedimento. Para evitar complicações, a cirurgiã-dentista separou uma lista com os principais cuidados a serem seguidos. Vale ressaltar que esses cuidados costumam ser comuns a qualquer cirurgia que aconteça na cavidade oral. Então pode anotar aí:

1. Alimentação: líquida/pastosa e fria nas primeiras 48 horas (2 dias). Evitar grãos e farelos.
2. Gelo: aplicar compressa de gelo sobre o local operado durante 15 minutos. A cada hora, nas primeiras 24 horas – utilizar bolsa térmica ou gelo enrolado em toalha.
3. Repouso: manter repouso, com a cabeça elevada – utilizar dois travesseiros para dormir.
4. Evitar: calor, locais quentes, exposição ao sol, atividade física até a remoção da sutura.
5. Não ficar cuspindo o tempo todo.
6. Não fumar.
7. Higiene Oral:

  • Escovar normalmente os dentes, com escova macia de cabeça pequena, tomando cuidado com o local da cirurgia – escove delicadamente;
  • Não realizar bochecho nas primeiras 48 horas;
  • No local da cirurgia, higienizar delicadamente com cotonete embebido em solução à base de clorexidina; 
  • Utilizar fio ou fita dental delicadamente e em todos os dentes.

8. Em caso de sangramento contínuo (depois das primeiras 24 horas) ou febre, entre em contato.
9. Medicação: tome corretamente a medicação prescrita, dentro dos horários estipulados.
10. Retorno: em sete dias para reavaliação.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Rhianna Barreto - Cirurgiã-Dentista
Rio de Janeiro - RJ
CRO-RJ:37448

Mais Matérias: Anatomia Bucal
Boca seca: o que é? Quais são as causas? Conheça os principais tratamentos para a xerostomia
Anatomia Bucal
Boca seca: o que é? Quais são as causas? Conheça os principais tratamentos para a xerostomia
Você tem a boca seca? Essa sensação pode ser muito comum após uma noite de sono, mas se o problema permanecer por horas ou, pior, por dias, pode ser um sinal de alerta para xerostomia. Se você quer entender melhor esse distúrbio, o Sorrisologia esclareceu a origem, principais causas e tratamentos para combater...
Ronco nunca mais! 5 dicas para se livrar do problema
Anatomia Bucal
Ronco nunca mais! 5 dicas para se livrar do problema
Algumas pessoas têm problemas com ronco  durante à noite, e por mais que não seja a melhor...
com a participação de:
Robson Caumo
CRO-RJ: 30043
Você ronca ao dormir? Dentista explica a relação disso com a sua saúde bucal
Anatomia Bucal
Você ronca ao dormir? Dentista explica a relação disso com a sua saúde bucal
Roncar é bem mais comum do que se imagina, por mais que muitas pessoas não tenham a consciência...
com a participação de:
Robson Caumo
CRO-RJ: 30043
Frenectomia: o que é? Saiba mais sobre a cirurgia para solucionar a língua presa
Anatomia Bucal
Frenectomia: o que é? Saiba mais sobre a cirurgia para solucionar a língua presa
Quem tem a língua presa, além de sentir dificuldade para falar e se expressar desde cedo,...
com a participação de:
Rhianna Barreto
CRO-RJ:37448
Sorriso gengival: o que é? Quais as causas? Tem tratamento? Tudo que você precisa saber sobre o problema
Anatomia Bucal
Sorriso gengival: o que é? Quais as causas? Tem tratamento? Tudo que você precisa saber sobre o...
Você já ouviu falar no sorriso gengival ? Trata-se do sorriso que mostra uma quantidade exagerada de gengiva. Mas o que será que causa esse tipo de sorriso? Será que essa condição tem tratamento? Por que se livrar desse desconforto pode ser uma boa ideia? Confira tudo que você precisa saber sobre o assunto...
Respirar pela boca pode afetar o desenvolvimento da arcada dentária. Entenda como isso acontece
Anatomia Bucal
Respirar pela boca pode afetar o desenvolvimento da arcada dentária. Entenda como isso...
Respirar é fundamental, e desde crianças costumamos ouvir que a inspiração deve ser...
com a participação de:
Diego Limoeiro
CRO-RJ: 31146