Desde pequenos aprendemos que a escova de dentes é essencial quando se trata de higiene bucal. Além de deixar uma sensação refrescante na boca, ela também é uma forte aliada na batalha contra o tártaro e as cáries, causadores da gengivite e do mau hálito. Mas apesar de todos os benefícios que a escova proporciona pra nossa boca, não pode fazer todo o trabalho sozinha.

Para um resultado eficaz, precisamos inserir outros hábitos de higiene como o fio dental. Muitos ainda são resistentes ou preguiçosos para usá-lo. Saiba que você não tem nada a perder! Mas, para acabar com todos estes preconceitos, que tal conhecer mais sobre a importância dele e aprender o passo a passo de como manusear? Veja as orientações do especialista Sérgio Henrique Casarim.

Os benefícios do fio dental

Mesmo quando vamos ao dentista e ouvimos ele falar da importância do fio dental, não prestamos muita atenção e quase nunca aderimos a este hábito. Provavelmente por levar mais tempo, não saber a forma correta de usar ou ser mais uma tarefa que você precisa fazer no ritual de limpeza bucal. Pensando nisso, o ortodontista falou dos benefícios desse item: "O fio dental realiza uma limpeza nos espaços interdentais onde a escova de dentes não alcança, além de proporcionar uma limpeza subgengival promovendo uma diminuição do mau hálito. Ele previne também doenças como gengivite, perda óssea interdental, periodontite, cáries , manchas nos dentes, entre outras".

Escolhendo o melhor fio dental para você

No mercado existem algumas diferentes opções de fio dental e o ideal vai depender das necessidades de cada um. Porém, há duas opções mais comuns: O fio com múltiplos filamentos e os de filamento único. Pode ser com cera, facilitando o deslizamento entre os dentes, e os sem cera. Além disso, são diversos sabores disponíveis, como o de menta para dar refrescância.

O modelo com múltiplos filamentos é o mais tradicional e são mais fibrosos. Já o fio dental com um único filamento é mais resistente, indicado para quem tem a arcada dentária mais apertada ou com apinhamentos.

Ainda existem outros modelos de fio dental para fins de clareamento ou especial para quem usa aparelho dentário. Tudo é questão de necessidade e, também, de melhor adaptação! Quando usados de maneira certa, todo tipo de fio remove a placa bacteriana e os resíduos de alimentos da nossa boca. Sérgio orienta que o melhor a fazer em caso de dúvidas é falar com seu dentista, ele saberá indicar a melhor opção para seu caso.

Passo a passo: Como usar o fio dental

Agora, vamos colocar a mão na massa. Para usar fio dental, você precisa enrolar um pedaço generoso do fio, aproximadamente 40 centímetros, ao redor de cada dedo médio, deixando, mais ou menos, uns dez centímetros entre os dedos.

- Segurando o fio dental entre o polegar e indicador das duas mãos, faça um movimento leve entre os dentes para cima e para baixo. Passe devagar ao redor da base de cada dente, ultrapassando a linha da gengiva;

- Cuidado para não forçá-lo contra a gengiva, pois ele pode cortar ou machucar o tecido gengival;

- Ao passar para o próximo dente, utilize uma parte nova do pedaço de fio dental ;

- Para remover o fio, use movimentos de trás para frente, retirando-o do meio dos dentes.

Fácil, não é?

Para quem usa aparelho dentário é a mesma coisa?

Para quem usa aparelho dentário o uso do fio dental é mais delicado. Mas não perca as esperanças, pois existe uma ferramenta que te ajuda neste processo. O expert dá a dica. "É necessário a utilização de um dispositivo auxiliar como o "Passa Fio" ou alguns tipos específicos de fio dental para facilitar a passagem do fio dental por baixo do fio ortodôntico". Esse cuidado é essencial, principalmente porque o aparelho pode dificultar a higiene e ser um facilitador do acúmulo de placa bacteriana. Por isso, o passa fio é indispensável para realizar a limpeza adequada dos dentes acima dos fios e chegar à margem da gengiva.

E crianças, podem usar o fio dental?

Podem e devem. Mas não espere que elas tomem essa atitude sozinhas. Sérgio comenta a importância de estimular as crianças nos hábitos de higiene bucal. "Tudo tem que ser divertido, a princípio os pais devem passar o fio dental na criança e depois deixar que passe sozinha. Se desde cedo forem ensinadas, isso fará parte da rotina de higienização e se tornará natural no processo de escovação", finalizou. Além disso, seguir o exemplo em casa contribui para que o pequeno pratique o hábito também fora, como na escola. Viu, só? Não é tão difícil quanto parece. No fim do dia, você verá como sua boca ficará limpa e com sensação refrescante.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Sérgio Henrique Casarim Fernandes - Ortodontia e Ortopedia Facial
Juiz de Fora - MG
CRO-MG: 15649