Produto Relacionado:

Você acabou de passar por uma perda dentária e achou que o problema seria só estético? Bom, não é bem assim. Embora os dentes sejam os principais componentes para um sorriso perfeito, a falta de um ou mais deles pode trazer também consequências funcionais. Isso porque cada um dos seus dentes desempenha uma função específica dentro da boca, um papel importante nas atividades diárias. Ou seja, além da sua saúde bucal ficar comprometida, a qualidade de vida se torna prejudicada nos momentos mais simples do seu dia-a-dia, como mastigar um alimento ou falar. Nós do Sorrisologia conversamos com o ortodontista e especialista em visagismo facial Djalma Faria, e ele esclareceu os principais pontos de problemas que acercam a perda dentária. Confira!

As principais consequências da perda dentária

A gente sabe que a falta de dentes prejudica muito a estética. “Normalmente, a pessoa se sente constrangida ao sorrir, causando problemas emocionais ou até psíquicos, nos casos de dentes anteriores e posteriores”, explica o ortodontista. Além disso, os problemas funcionais da falta de dente podem ser vários: “Podem ocorrer problemas como perda de espaço entre dentes vizinhos, prejuízos na oclusão e até mesmo na deglutição (o ato de engolir alimentos) e fala”, esclarece. O ortodontista também explicou que pacientes com a falta de um ou mais dentes têm uma certa dificuldade em mastigar corretamente os alimentos, causando problemas digestivos a médio e longo prazo. “A fala também é comprometida, já que a boca funciona como uma ‘caixa de ressonância’ e a dentição ajuda na transmissão do som”.

Deslocamento de dentes ‘vizinhos’ para o local com a perda de dente original

É importante ter em mente que o deslocamento dos dentes vizinhos é apenas um dos problemas causados pela falta de dente. Djalma explica que sem os dentes adjacentes, os dentes que ficam próximos podem migrar para o espaço que falta. “Geralmente eles inclinam, ou até mesmo ocorre uma extrusão dentária com os dentes antagonistas (ou seja, quando a coroa dentária erupciona além do plano oclusal) causando uma completa desorganização na oclusão dentária”, explica.

Gengiva machucada e perda óssea

Djalma esclarece que uma das principais funções dos dentes são de proteção da gengiva e do tecido periodontal. Por conta disso, na falta deles a gengiva fica exposta, tornando-se vulnerável durante a escovação ou até mesmo na mastigação de alimentos mais duros. Outro quadro importante a ressaltar é a perda óssea: “Como o tecido periodontal é afetado na falta de dentes, a estrutura óssea fica sem suporte, sendo "desgastada" com o passar do tempo, ocorrendo uma diminuição do osso naquela região”, explica o ortodontista.

Opções de tratamento para a perda de dente

Para o paciente que apresenta esse quadro, o implante é uma boa solução: “Seja por meio da confecção de próteses fixas ou implantes dentários, o implante é a melhor solução. No entanto, em alguns casos onde existe a perda óssea, é necessário antes de qualquer reposição dentária, a realização de enxertos ósseos ou até mesmo gengivais”, esclarece.

Este artigo tem a contribuição do especialista: 
Djalma Faria - Ortodontista e Especialista em Visagismo Facial
Campinas - SP
CRO-SP: 59104