Você já ouviu falar em facetas para os dentes? Essa técnica veio para mudar a vida das pessoas que antes sofriam por conta da aparência dos dentes, sendo nada mais do que ‘dentes falsos’ que são colocados por cima dos originais. Para entender um pouco melhor o assunto, a equipe do Sorrisologia conversou com o odontologista e especialista em estética, Vinícius Barçal e ele contou um pouco mais sobre esse procedimento! Veja a seguir!

O que são facetas?

O odontologista explicou: “As facetas são restaurações de cerâmicas de mais ou menos 1 a 1.5 milímetros que são “colocadas” (cimentadas) sobre a superfície frontal dos dentes”. Segundo Vinícius, essa técnica consegue recriar o sorriso do paciente, de forma que fique natural e harmoniosa. Além disso, ele esclarece: “O que difere a faceta para as lentes de contato dentais, é, principalmente, a espessura da cerâmica e a forma como o dente é preparado.

Para que servem as facetas utilizadas na odontologia?

As facetas podem ser utilizadas dentro da odontologia de diversas formas. Para Vinícius, as facetas conseguem criar um sorriso mais harmônico ao rosto de cada paciente, corrigir defeitos congênitos de formação do dente e presença de diastemas. “Além disso, as facetas podem resolver problemas de trincas, fraturas dentais, formato, e também de posicionamento e cor dos dentes”, explica o odontologista.

Como é feita a colocação das facetas nos dentes?

Segundo Vinícius, para confecção de qualquer laminado cerâmico, seja ele uma faceta mais espessa ou uma lente de contato dental com espessura reduzida, é necessário que seja feito um desgaste da estrutura dental. Assim, a restauração de cerâmica é encaixada e cimentada. “O desgaste é realizado com uma broca diamantada, em seguida, é polido com brocas ultrafinas e pontas especiais para acabamento. Após o preparo do dente, é confeccionado uma faceta provisória, que ficará até que as definitivas estejam prontas para serem cimentadas ao dente preparado”, explica Vinícius ao concluir: “Todo o processo de preparo do dente e cimentação das facetas é realizado sob anestesia local, gerando um mínimo desconforto e dor ao paciente”.

Cuidados com as facetas

As facetas estão cimentadas sobre os dentes naturais, por isso, dependem de uma boa higiene e manutenção para ter longevidade (assim como os dentes naturais, claro). Por isso, Vinícius indica: “Utilize escovas de cerdas macias e cremes dentais não abrasivos. Além disso, evitar hábitos parafuncionais, como roer unhas e morder objetos, são dicas primordiais para que as propriedades estéticas das facetas sejam mantidas e fraturas não aconteçam”.

Outro cuidado que se deve ter em mente ao optar por essa técnica, é manter as consultas periódicas de acompanhamento com o seu dentista de confiança. “Nestas consultas serão avaliadas a integridade das margens entre as facetas e o dente, e o acúmulo de placa bacteriana e tártaro próximo a essas margens. Ao negligenciar estas consultas clínicas, o paciente aumenta o risco de infiltrações e perda das facetas”, explica.

Este artigo tem a contribuição do especialista: 
Vinícius Barçal - Odontólogo e Especialista em Estética
Rio de Janeiro - RJ
CRO-RJ: 3979-7