Apesar de muito frequente em consultórios, extrações dentárias não devem ser consideradas comuns e normais. O que deve ser chamado a atenção é a sua causa, ou seja, o que o paciente fez ou deixou de fazer para ter que lançar mão desse tratamento invasivo. Se é removido um dente, é importante entender o que está acontecendo para conter a progressão dessa catástrofe oral junto com o seu dentista. A falta de um ou mais dentes tem consequências muito além da estética na vida do paciente. Entenda mais sobre elas.

Quando um dente precisa ser extraído?

A extração de dente é necessária em muitos casos diferentes. A dentista Thalita Costa lista alguns deles. "Pode ser devido à cárie, que inviabiliza um tratamento restaurador e até de canal; doença na gengiva com perda de osso avançada; raízes fraturadas; cárie na raiz sem possibilidade de tratamento, como finalidade ortodôntica; fratura do dente inteiro para a instalação de implantes; para a remoção de dentes extras que nasceram (supranumerários), como finalidade para instalação de uma prótese, entre outros". explica.

As consequências de uma extração

Um dente ausente pode levar a deficiência de mastigação do lado afetado, o que leva o paciente a mastigar do lado oposto (dentado), então este lado da face que está em função, mastigando, se torna volumoso, o que chamamos de hipertrofiada, ou seja, malhada como na musculação. "O lado que não houve tantas repetições mastigatórias se torna flácido. Com isso, temos uma assimetria facial visível até no sorriso", explica Thalita.

Além da dor facial, alteração na fala e baixa autoestima, o dente oposto vai saindo do osso e os dentes vizinhos se inclinam procurando contato. O resultado disso é uma bagunça até mesmo para reabilitar o paciente novamente. "Isso acaba tendo um alto custo, muitas sessões com o dentista, muitos tipos de tratamentos diferentes incluindo várias especialidades. Em crianças, a perda precoce de um dente pode impedir o futuro dentinho de nascer, por conta dessas inclinações e mudanças de posições dos dentes vizinhos".

A importância de se consultar um dentista

Para saber se você precisa extrair um dente e qual é a real causa dessa extração, somente um dentista responderá. Por isso, não deixe de realizar consultas regulares com esse profissional, pois ele também indicará os melhores cuidados, podendo orientar detalhadamente a respeito de todos os procedimentos necessários para salvar sua saúde bucal. "Tão importante como o transcorrer da cirurgia, o pós-cirúrgico deve-se seguir à risca para não haver complicações, dores indesejáveis e desconforto", conclui.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Thalita Costa - Cirurgiã-dentista
Rio de Janeiro-RJ
CRO-SP: 113895