Você sabia que existem borrachinhas individuais, em corrente e até intermaxilares? É isso mesmo! E cada uma delas exerce funções diferentes no tratamento ortodôntico. A mais conhecida é a colocada nos braquetes para segurar o arco do aparelho. Elas são responsáveis por incrementar o sorriso dos pacientes, deixando da forma que desejarem: coloridos ou discretos. A ortodontista Tatiana Rysovas tirou as dúvidas mais comuns em relação aos diferentes tipos de borrachinhas.

Qual a diferença entre as borrachinhas de aparelho ortodôntico?

Cada uma apresenta diferentes objetivos. As individuais são as clássicas. Elas seguram o fio do aparelho no braquete, permitindo a movimentação dentária dentro dos ossos. As borrachinhas em corrente é mais usada para movimentar os dentes na horizontal e fechar espaços entre eles. “E também existem as borrachinhas intermaxilares que tem diversas finalidades: fechar a mordida e ajustar melhor a mordida e o encaixe dos dentes”, explica. Esse último tipo corresponde ao elástico ortodôntico.

Em quais casos cada uma é recomendada?

Diferente da escolha da cor, o paciente não pode escolher o modelo das borrachinhas. “Isso deve ser feito pelo profissional que está cuidando do caso, porque os elásticos, além de terem funções diferentes, têm forças diferentes e, dependendo de onde são colocados, causam movimentação diferente”, explica Tatiana.

Quando as borrachinhas devem ser trocadas?

Não, o aparelho ortodôntico por si só não resolve tudo sozinho. Além dele, é preciso que o paciente tenha os devidos cuidados higiênicos e faça manutenção regulares, entre elas, a troca de alguns acessórios. A borrachinha precisa ser trocada para que haja a movimentação adequada dos dentes. “De uma maneira geral, as borrachinhas que seguram o fio no braquete são trocadas a cada 4 semanas”, recomenda a ortodontista. Mas tudo depende do caso e da orientação do profissional.

Já a troca das borrachinhas intermaxilares é mais específica. Para não perder a força, o paciente deve fazer a troca diária. Recomenda-se também tirá-los na hora de comer e de escovar os dentes. Na hora de recolocá-las, deve-se prestar muito atenção para seguir a orientação do dentista a respeito do local em que elas devem ficar. Caso a aplicação seja feita de forma errada, movimentos indesejados em outros dentes podem acontecer.

Quais são os cuidados com as borrachinhas?

“O mais importante é seguir corretamente a orientação dada pelo profissional, prestar atenção nos dentes em que devem ser colocadas e, principalmente, trocar com a frequência recomendada para cada caso”, indica a profissional. As consultas ao ortodontista também são muito importantes. As faltas são um dos motivos para o prolongamento do tratamento ortodôntico, além do cuidado inadequado com a higiene do aparelho.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Tatiana Teixeira Rysovas - Ortodontista
São Paulo - SP
CRO-SP: 70447