Pular para o conteúdo principal
Logo Facebook Powered By Logo OralB
31.07.2019

Excesso ou redução de saliva podem afetar a saúde bucal. Descubra como contornar esses problemas

  A saliva é um importante elemento para que o equilíbrio bucal seja mantido, mas o excesso ou a redução desse fluido pode trazer alguns problemas. Entenda
A saliva é um importante elemento para que o equilíbrio bucal seja mantido, mas o excesso ou a redução desse fluido pode trazer alguns problemas. Entenda

Expert

Beatriz Venturi

Beatriz Venturi

CRO-RJ: 25916

Bacharelado em Odontologia. UFRJ Especialização em Estomatologia. UFRJ Mestrado em Patologia Bucodental. UFF Fellow of International Association of Oral Pathology Sócia da Sociedade Brasileira de Terapia Intensiva

Quando pensamos na cavidade oral, a primeira imagem que nos vem à cabeça é a dos dentes. Depois a língua, a gengiva… E poucas vezes nos damos conta de que também existe um outro componente que auxilia na proteção de todo o resto: a saliva. Não é à toa que ela passa o tempo todo circulando pela boca, né? Ela tem papel importantíssimo para o equilíbrio da cavidade oral, e, quando a sua produção sofre alguma alteração - seja de excesso ou de redução -, a saúde bucal do indivíduo pode ficar comprometida. O Sorrisologia conversou com a estomatologista Beatriz Venturi sobre o assunto, e ela esclareceu algumas questões.

A função da saliva

Importante tanto na mastigação, gustação e deglutição de alimentos, a saliva é um fluido que também pode ser considerado uma espécie de barreira protetora de problemas bucais. Isso porque ela possui uma capacidade de tampão que promove a neutralização da acidez bucal, protegendo os dentes de alguns transtornos como a famosa cárie. “A saliva protege de infecções, umedece iniciando a digestão, facilitando a fala e a deglutição”, conta a especialista.

O que pode ser definido como o excesso ou a redução de saliva?

A quantidade de saliva que cada indivíduo produz pode variar. Isso faz com que, em alguns casos, ocorra o excesso do fluido ou a sua redução. “Além disso, algumas vezes ela não está aumentada ou diminuída na quantidade, mas sim nos seus componentes, podendo causar sensação de alteração na quantidade e alterar as suas propriedades e funções”, indica Beatriz. A especialista também comenta que o excesso, conhecido como sialorreia, costuma ser uma condição mais fácil de ser notada; o problema, no entanto, está na falta do fluido, que só costuma ser percebida quando quase 90% da saliva já foi perdida.

É necessário realizar tratamento?

Por ser considerado um componente fundamental para o equilíbrio bucal, a estomatologista afirma que a quantidade e qualidade de saliva deve ser checada a cada consulta com o dentista. Se ocorrer alguma alteração, o profissional estará ciente e poderá instituir o tratamento adequado. “O tratamento vai depender da causa, mas pode envolver medicamentos, laser e até mesmo acupuntura”.

Conheça os problemas bucais causados pelo excesso ou pela redução de saliva

A sialorreia normalmente não traz graves consequências para o paciente e muitas vezes o tratamento se torna até mesmo dispensável, já que não afeta de maneira significativa o equilíbrio bucal da pessoa. No entanto, casos mais complexos podem surgir, e quando isso ocorre, abordagens mais invasivas, como uma intervenção cirúrgica, podem se tornar necessárias para solucionar a questão. “O excesso de saliva costuma ser mais fácil de identificar e de tratar e somente em casos específicos pode causar problemas, como broncoaspiraçao ou asfixia”, conta.

quanto à xerostomia, ela alerta que a falta de saliva pode estar relacionada a diversos fatores, podendo trazer transtornos para o paciente, como cáries recorrentes, perda de restaurações, doença gengivais, candidíase, ardência, entre outros.

Descubra como contornar esse problema

Pode ser que pareça bobagem, mas existe uma maneira muito simples e prática de resolver esse problema: bebendo água. Além de ser saudável e hidratar o corpo de uma maneira geral, a água é importante para que haja substrato para fazer a saliva, segundo a especialista. Outro ponto que a profissional também aponta é quanto a alimentação saudável, que influencia diretamente na saúde bucal do paciente.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Beatriz Venturi - Estomatologista
Rio de Janeiro - RJ
CRO-RJ: 25916

Mais Matérias: Saúde Bucal
Passo a passo da colocação do enxerto ósseo dentário: veja as etapas necessárias para o procedimento cirúrgico
Saúde Bucal
Passo a passo da colocação do enxerto ósseo dentário: veja as etapas necessárias para o...
Você sabe o que é um enxerto ósseo dentário? Responsável por reconstruir uma...
com a participação de:
Rita Ventura
CRO-RJ: 42601
Aparelho fixo estético: o que é? Quais os benefícios? Entenda o diferencial desse modelo
Saúde Bucal
Aparelho fixo estético: o que é? Quais os benefícios? Entenda o diferencial desse...
O aparelho ortodôntico fixo é a solução que muitas pessoas encontram para ter o sorriso...
com a participação de:
Camila Stofella Sodré
CRO-RJ: 40419
Mau hálito e dor de garganta podem ser sinais de amigdalite?
Saúde Bucal
Mau hálito e dor de garganta podem ser sinais de amigdalite?
O mau hálito é um sintoma bem comum entre as pessoas, principalmente pela manhã após...
com a participação de:
Rhianna Barreto
CRO-RJ:37448
Limpador de língua infantil: o que é? Como usar? A importância dessa higiene bucal desde a primeira idade
Saúde Bucal
Limpador de língua infantil: o que é? Como usar? A importância dessa higiene bucal...
O limpador de língua é uma ferramenta fundamental para a higiene bucal. Embora seja pouco conhecido,...
com a participação de:
Uila Ramos da Silva
CRO-PE 10.380
Prontuário eletrônico é melhor do que o tradicional? Conheça os benefícios dessa tecnologia para a odontologia
Saúde Bucal
Prontuário eletrônico é melhor do que o tradicional? Conheça os benefícios dessa...
Seja para tratar uma dor de dente em casa , sangramento na gengiva, herpes labial ou auxiliar uma criança...
com a participação de:
Uila Ramos da Silva
CRO-PE 10.380
Gengiva sangrando: o que pode ser? Dentista revela 6 motivos por trás do quadro
Saúde Bucal
Gengiva sangrando: o que pode ser? Dentista revela 6 motivos por trás do quadro
Notar a gengiva sangrando é um quadro mais comum do que se imagina. Ainda assim, é importante...
com a participação de:
Rita Ventura
CRO-RJ: 42601