Sentir um incômodo ao mastigar, uma pontadinha de dor ou encontrar uma mancha mais escura no dente são alguns sintomas relacionados à cárie. Esta é uma das doenças bucais mais comuns e, por isso, muitos sintomas são associados ao quadro. Para quem já está realmente com a cárie instalada, é importante seguir os cuidados ideais. Isto porque você pode acabar agravando o problema, como através da alimentação inadequada. Saiba quais alimentos é preciso evitar nesse momento de acordo com as indicações da dentista Beatriz Bussab.

A alimentação influencia na instalação da cárie

Segundo a definição da odontologista, a cárie é uma doença multifatorial acometida por bactérias do meio bucal. Além da má higienização, o que você come também é outro influenciador para esse quadro, especialmente a alimentação rica em carboidratos. “É necessária uma dieta cariogênica para fornecer energia para a fermentação da bactéria da cárie desmineralizar as estruturas dentais, ocorrendo assim uma cavitação no dente”, esclarece a profissional.

Quais alimentos podem agravar ainda mais o quadro?

Quando a cárie já está instalada na cavidade bucal, há alimentos que são capazes de agravar o quadro. “Alimentos ricos em sacarose (como doces, bolos, balas, chocolates, etc.) contribuem para a formação da doença cárie, modificando o pH na cavidade oral, e promovendo a proliferação dos micro-organismos”, destaca Beatriz. Quando esses exemplos são consumidos em excesso e sem a higienização bucal adequada após as refeições, levam à formação da cárie.

Fique de olho na alimentação e longe de cáries

Com alguns cuidados diários é possível proteger sua saúde bucal. Não há dúvidas de que manter a limpeza regular é um dos principais itens dessa lista e que devem fazer parte da sua rotina. Para isso, você pode contar com a ajuda de uma escova de dentes com cerdas macias, creme dental e também o fio dental. Além disso, fique atento aquilo que você está comendo.

“Para a prevenção da cárie é necessário maneirar na alimentação rica em carboidratos, fazendo escolhas mais saudáveis, como frutas e sempre mantendo uma boa higienização após as refeições, e até mesmo depois daquele docinho”, ressalta a dentista. Para completar, não deixe de ir regularmente às consultas, pois o profissional pode orientá-lo sobre sua higiene bucal e também ajudar na prevenção, como com a aplicação de flúor. “Quando o dente já possui uma cavitação, devemos tratar a partir da remoção da cárie e restaurando o dente logo em seguida”, comenta Beatriz.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Beatriz Bussab - Cirurgiã-dentista
Osasco - SP
CRO-SP 125369