Não adianta nada ter um sorriso perfeito e branco se os lábios estão sem vida e constantemente ressacados, não é mesmo? Pense bem, um lábio bem tratado faz toda a diferença na hora daquele batom vermelho ou até naquele beijo apaixonado. Por isto, a esfoliação labial é uma poderosa técnica para você cuidar dessa área com muito carinho. O Sorrisologia convidou a dermatologista Paula Periquito para explicar a importância do procedimento e o tratamento mais adequado. 

Por que fazer uma esfoliação labial?

O objetivo de se fazer uma esfoliação é eliminar as células mortas presentes em alguma região do corpo. A técnica vale para mulheres e homens também. A importância de fazê-la é para deixar a mucosa labial mais permeável aos componentes hidratantes e rejuvenescedores existentes nos produtos para tratamento labial, segundo a dermatologista. "Não existe nenhum benefício em esfoliar a região labial sem que ela seja posteriormente tratada a fundo", atenta Paula. 

Fatores que influenciam lábios ressecados

É importante saber que a alimentação influencia diretamente não apenas na sua saúde bucal, como também na aparência dos lábios. O mesmo acontece com a quantidade de água que ingerimos. Outros fatores como o clima, o vento e a exposição solar também contribuem para o ressecamento dos lábios.  

De quanto em quanto tempo é necessário esfoliar os lábios?

Se o problema é a falta de tempo essa justificativa acaba agora. O procedimento é rápido e o melhor: não precisa ser feito constantemente. "Não é necessário fazer esfoliação labial mais de uma vez ao mês", recomenda a dermatologista. Existem diversos esfoliantes específicos no mercado, mas também é possível fazer seu próprio esfoliante caseiro.

Contraindicações

Não há muitas contraindicações para a realização desse procedimento. A esfoliação labial não é recomendada apenas para as pessoas que possuem os lábios cronicamente ressacados. "Podem ressecar ainda mais a pele e inclusive provocar fissuras na região", ressalta a profissional. Por isso é importante sempre hidratar a região e usar um protetor solar específico para os lábios. Em casos de dúvidas, procure um profissional.

Tratamento

"Para peles sãs não há necessidade da realização do procedimento em consultório", afirma a dermatologista. Já no caso de pacientes com lesões dermatológicas, ressecamento crônico ou infecções esse quadro muda. Sendo assim, Paula explica que após o exame físico e diagnóstico correto serão necessárias orientações mais específicas para cada caso.