Sabemos que escovar os dentes é essencial para uma cavidade bucal livre das lesões da cárie, doença bucal que mais atinge as pessoas em qualquer fase da vida. Mas será que só realizar esse hábito sempre após as refeições é o suficiente para termos uma boca saudável, sem problemas bucais? Para tirarmos as dúvidas relacionadas a esse assunto, conversamos com a dentista Luciana Queiroz que explica quais são os cuidados essenciais para se manter uma boa saúde bucal e como praticar esse hábito da melhor forma.

Veja o passo-passo de uma higiene bucal adequada

Pessoas que escovam os dentes com maior frequência correm menos risco de cáries, isso é verdade. Para os pacientes que possuem uma dieta não cariogênica, ou seja, aquela que não contém açúcar, associada a uma boa higienização bucal, sempre com o uso de fio dental, com certeza estará mais prevenido da ocorrência de cáries.

O Sorrisologia preparou um passo a passo de como realizar a higiene bucal de forma adequada:

- Escova: “Ela deve possuir cerdas macias, cabeça pequena, para que possa alcançar os dentes posteriores e todos os lugares da gengiva”, explica a dentista.

- Creme dental: Aqui é necessário um pouco mais de atenção por parte dos pacientes. “Eles devem escolher cremes dentais que contêm flúor, tanto para adultos, quanto para crianças. Já a quantidade, deve ser de um grão de ervilha”, comenta. É importante ressaltar que essa quantidade aumenta de acordo com o crescimento dos dentes. Ou seja, quando pequenos devemos limpar os dentes apenas com gazes. Quando maiores, e já alcançando a fase adulta, a escolha da pasta se mantém por esses critérios.

- Modo de escovar os dentes: O correto é se inclinar a escova a 45°, na parte superior, fazendo movimentos de cima para baixo, e na parte inferior, de baixo para cima. Após isso, repita os movimentos por dentro e por fora.

- Fio Dental: É interessante que o fio dental seja introduzido desde o início do surgimento dos dentinhos, ainda na infância. Passe o fio dental em cada um dos espaços interdentais, entre os dentes, e faça movimentos de dentro para fora, na parte superior e inferior.

- Limpeza da língua: “O ideal é que essa limpeza seja feita com higienizadores específicos, removendo toda a placa branca da língua, evitando assim problemas de mau hálito”, indica Luciana.

Quantas vezes por dia é necessário se escovar os dentes?

Para que o paciente tenha uma boa higiene bucal, o recomendado é que a escovação seja feita após cada refeição. “Porém, isso dependerá de quantas refeições a pessoa faz por dia, mas levando em consideração as principais refeições: café da manhã, almoço e jantar, o mínimo é de três vezes ao dia”, orienta a profissional. Ainda de acordo com ela, as pessoas que são muito rigorosas com a sua escovação são apenas menos vulneráveis a doenças bucais, já que existem outros fatores que devem ser considerados. Por isso, a higiene, por mais bem feita que seja, não deixa o paciente imune de contrair cáries.

Outros fatores contribuem para o surgimento da cárie. Veja quais são!

A dentista separa alguns outros fatores que podem acabar contribuindo para que mesmo escovando os dentes e fazendo a manutenção da higiene bucal, o paciente ainda assim contraia alguma lesão da cárie.

- Dieta cariogênica, dieta rica em açúcar;

- Stress, por conta dos maus hábitos, como fumo e álcool;

- Problemas digestivos, como o refluxo;

- Baixo Ph salivar.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Luciana Queiroz Sales - Especialista em Reabilitação Oral e Estética
CRO: 109.098