A escova de dentes elétrica é um investimento que vale muito a pena. Além de todos os seus recursos tecnológicos, que envolve o controle do tempo da escovação, vibrações das cerdas e sensores que diminuem a intensidade dos movimentos, a ferramenta também é indicada para todos os tipos de sorriso, principalmente para as pessoas com problemas de coordenação motora. Mas para quem usa prótese dentária, ela também é uma boa indicação? O Sorrisologia conversou com o dentista Mario Groiman, que esclareceu essa dúvida.

Quem tem implante e prótese dentária pode usar uma escova de dentes elétrica?

De acordo com o profissional, a escova elétrica é tão eficiente quanto a manual e, além de ser indicada para a maioria dos pacientes, existem também algumas recomendações bem específicas. "A literatura nos mostra, por exemplo, que escovas elétricas são mais efetivas na remoção do biofilme bacteriano e na manutenção dos tecidos periodontais saudáveis. Um outro aspecto que vale o uso dessas escovas é em pacientes que apresentam dificuldades motoras ou até mesmo em crianças e idosos", esclareceu. Dessa forma, podemos afirmar que o ganho na saúde bucal ao usar uma escova elétrica é ainda maior, até mesmo para quem faz uso de implante e prótese dentária.

Quais os benefícios da escova elétrica para quem usa implante e prótese dentária?

Manutenção é a palavra-chave para quem quer preservar uma boa saúde bucal, principalmente para quem possui um sorriso implantado ou com prótese. Se você deseja ter dentes sempre bonitos e saudáveis, Mario ressalta que é importante seguir uma boa rotina de higiene com a escova elétrica. "A possibilidade de uma higienização oral diária mais efetiva e com menor consumo de tempo com certeza aumenta o índice de sucesso e a durabilidade dos tratamentos realizados". Sendo assim, não deixe de escovar os dentes todos os dias após às refeições. 

Como a escova elétrica deve ser utilizada em pacientes com Implante e prótese dentária?

O dentista explica que os movimentos da escova elétrica são um pouco diferentes daqueles feitos pela escova manual, a depender da técnica que você queira imprimir. Mas ele conta que, basicamente, o ritual pode ser feito assim:

1. Escove as superfícies externas dos dentes (voltadas para a bochecha), começando pelos superiores e depois dos inferiores;

2. Passe pelas superfícies internas dos dentes superiores e em seguida dos inferiores;

3. Escove as superfícies de mastigação;

4. Por último, não deixe de escovar a língua.

Esse processo bem executado levará aproximadamente dois minutos e deve ser acompanhado pelo uso do fio dental nas regiões interproximais.

Legenda: Você usa prótese ou tem um implante dentário? Veja se a escova elétrica é a mais indicada para o seu caso

Esse artigo teve a participação de:

Mario Groiman
CRO/RJ - 11548

Especialista em Periodontia pela UERJ e em Implantodontia pelo CFO / Mestre em Ciências Dentais pela Universidade de Lund, Suécia/ Professor do curso de especializaçao em Implantodontia da SLM/ Presidente da Academia Brasileira de Odontologia