Esse papo de que escova de dente é tudo igual já caiu por terra, né? Quem acompanha o Sorrisologia sabe que ter em mãos uma boa ferramenta é essencial para prevenir seu sorriso de doenças como a cárie, gengivite e periodontite. Além de todos esses benefícios, o produto também pode ajudar a proteger seus dentes da sensibilidade dentária. Quer saber como? A especialista em dentística Kalina Diniz cita todas as características que uma escova precisa ter para defender seu cartão de visitas do problema.

A melhor escova para evitar dentes sensíveis

Em primeiro lugar, se você quer ficar bem longe da sensibilidade dentária, precisa evitar as escovas com cerdas duras. “Elas são muito abrasivas para o esmalte dentário, causando sua perda ao longo do tempo”, atenta a profissional. As ferramentas com cerdas macias e arredondadas são as melhores para qualquer sorriso natural.

Também é importante que a higiene seja feita em até 30 minutos após as refeições. Escovar os dentes logo após comer alguma coisa não permite que a saliva neutralize os ácidos produzidos pela placa. Dessa forma, os ácidos são espalhados com a escovação e causam, assim, a erosão dentária. O mesmo problema acontece se você ultrapassar muito o tempo da limpeza.

Use também um creme dental dessensibilizante

A ação de outros produtos também é essencial para evitar dentes sensíveis. A especialista orienta o uso de creme dental dessensibilizante com flúor, que previne e deixa seu sorriso mais forte e protegido. Além disso, uma técnica de escovação correta precisa ser feita para manter as gengivas saudáveis e sem retração. “Evitar palitos de dente, fazer o uso correto do fio dental para não agredir os tecidos e fazer bochechos suaves com enxaguantes que não causem agressões nas estruturas bucais também é essencial”, esclarece a especialista.

Pegue leve na higiene bucal

Agora, se você tem todos esses produtos no seu kit de higiene e realiza uma limpeza com muita pressão, de nada vai adiantar. Uma escovação feita com muita força vai acabando, aos poucos, com o esmalte dentário. “O importante é usar a escova com movimentos controlados, evitando assim o excesso, ou melhor, a força na hora da escovação”, ensina.

Se você não consegue controlar esse exagero, talvez a melhor ferramenta seja a escova elétrica. Ela tem diversas funções que ajudam a tornar sua higiene bucal ainda melhor, como controlar o tempo de escovação, os movimentos e a pressão que o paciente aplica durante o ritual. Se você, por um acaso, escovar com muita rigidez, um sensor vai avisar e diminuir a intensidade dos movimentos se for preciso. Lembre-se: antes de adquirir a escova, vá ao dentista e peça indicação.