Você tem o costume de usar enxaguante para finalizar a sua higiene bucal? Muita gente esquece de utilizar esse cuidado ou acha que é uma etapa desnecessária no ritual, mas a verdade é que o produto proporciona uma série de benefícios para a saúde do sorriso! Para entender melhor os benefícios do enxaguante bucal, como usar e o melhor produto para a sua rotina, o Sorrisologia montou um apanhado geral sobre antissépticos. Veja só!

1. O que é enxaguante bucal? Entenda a importância desse cuidado

Se você acha que usar enxaguante é mais uma etapa chata na sua rotina de limpeza, pode ir mudando esse pensamento a partir de agora! Usar esse produto é bem simples, rápido e ainda garante muitas vantagens para a sua boca. Além de deixar seu hálito impecável, o antisséptico consegue eliminar as bactérias causadoras de cárie, placa bacteriana, gengivite… e, ao mesmo tempo, proteger a cavidade desses microorganismos.

2. Conheça os tipos de enxaguante bucal

Seja para prevenir cáries ou manter dentes brancos, os enxaguantes foram feitos para finalizar a sua higiene bucal. Existem muitos no mercado, mas para atender as necessidades de cada sorriso, confira as soluções atuais:

- Existem aqueles fluoretados feitos para pacientes com índice significativo de cáries ou sensibilidade dentária - uso com cautela para evitar fluorose;
- Outros que possuem ações especiais, como acabar com a proliferação de bactérias invasoras;
- E os produtos que preservam o branco dos dentes, que são indicados para manter o efeito do clareamento por mais tempo;

3. Posso engolir enxaguante bucal?

De jeito nenhum! Ao fazer bochecho com enxaguante, é importante que a solução seja cuspida sempre. Embora o produto faça um bem danado para os seus dentes, não significa que faça o mesmo para o seu estômago. Por isso, fique atento e não se distraia durante o uso - aviso vale, principalmente, para crianças pequenas!

4. O que fazer quando engolir enxaguante bucal?

Engoli um pouco de enxaguante bucal, e agora?” Bom, se for uma quantidade pequena do produto, considerando que você é um paciente adulto e com peso regular, a única reação será um leve enjoo. Entretanto, quando a mesma situação acontece com uma criança, os sintomas de náuseas acabam sendo mais evidentes.

Agora, se você ingerir uma quantidade maior do enxaguante, os efeitos se tornam bem agressivos, podendo ocorrer até intoxicação. Se isso acontecer, procure uma emergência médica o quanto antes e leve o frasco do produto para que o médico veja a substância e seu risco de toxicidade específica.

5. Enxaguante bucal com ou sem álcool?

Qualquer bebida ou produto que contenha álcool em sua substância não é bom para a saúde bucal - até mesmo se tratando do enxaguante. Essa substância ataca a superfície dos dentes, corroendo o esmalte dentário, deixando-o mais poroso, podendo causar amarelamento, sensibilidade e outros problemas bucais. Com isso, a melhor opção é usar um antisséptico sem álcool!

6. O enxaguante bucal pode substituir a escovação?

De jeito nenhum! É importante ressaltar que cada etapa da higiene bucal é única e insubstituível. Todo o ritual de limpeza deve haver o uso do fio dental, escova de dentes, creme dental e finalizar com antisséptico. Sendo assim, nada de usar o enxaguante sozinho para disfarçar o mau hábito e não escovar os dentes!

7. Passo a passo de como usar o enxaguante bucal

1 - Escove os dentes com uma escova com cerdas macias e específica para os seus dentes com um creme dental de costume;

2- Passe o fio dental para remover os restinhos de comida entre os dentes que a escova não conseguiu alcançar;

3- Pegue o seu enxaguante e confira o rótulo do produto. Evite composições com álcool e escolha os enxaguantes à base de CPC (cloreto de cetilpiridínio) + fluoreto que são os mais seguros para os dentes.

4- Despeje 20ml do produto na tampinha - que também serve como copinho medidor;

5- Coloque na boca, faça bochechos durante 30 segundos e, em seguida, cuspa tudo na pia.

6- Concentre-se durante o uso do enxaguante para não ingeri-lo! Seu consumo pode causar enjoo, diarreia e intoxicação.

7- Não lave a boca com água após o bochecho, pois assim você diluirá o produto e reduzirá seus efeitos.

8- O uso do enxaguante deve ser feito no máximo duas vezes ao dia para garantir uma boa saúde bucal!