Pular para o conteúdo principal
Logo Facebook Powered By Logo OralB
18.12.2018

Entenda sobre a agenesia dentária, alteração genética caracterizada pela ausência de dentes na arcada

Expert

Heloísa Crisóstomo

Heloísa Crisóstomo

CRO: DF-CD-8149

É uma das CEOs da clínica Dental Concept, localizada em Brasília. Formada em odontologia pela Universidade Católica de Brasília, tem certificado DSD e fez aperfeiçoamento em prótese e prótese sobre implante na Associação Brasileira de Odontologia (ABO) de Natal. É presidente da Associação Brasileira de Odontologia (ABO-DF) e especialista em Prótese e Dentística.

Já ouviu falar sobre agenesia dentária? É a ausência de um ou mais dentes na boca por conta de uma deficiência genética ou de uma síndrome. Embora tudo pareça estar perdido,  existem maneiras de contornar essa situação e trazer o seu sorriso de volta através de tratamentos odontológicos. Para entender mais sobre esse problema, a dentista Heloísa Crisóstomo conversou com o Sorrisologia e explicou melhor o quadro.

Agenesia dental: a falta de um ou mais dentes na arcada pode ter causa genética

A falta de um ou mais dentes na arcada dentária não causa apenas problemas estéticos. Esse quadro pode prejudicar a mastigação e até a deglutição, por exemplo. No entanto, a ausência de dente não acontece apenas em casos de acidentes. “A agenesia dentária é a ausência congênita de um ou mais dentes na arcada dentária”, explica a profissional. E ainda, esse quadro é genético e, por isso, pode, ou não, estar associado a alguma síndrome. A profissional ainda destaca que a agenesia dentária acontece, principalmente, na dentição permanente dos pacientes. “Em raros casos, ela acomete a dentição decídua (dentes de leite)”, completa Heloísa.

Entenda como é feito o diagnóstico do quadro de agenesia dental

Quando algum problema ou incômodo é percebido na sua saúde bucal, é extremamente importante consultar um dentista para descobrir o que está acontecendo, para logo tratar. E essa mesma conduta deve ser seguida nesse caso. “O diagnóstico é feito clinicamente, quando observamos que o paciente está com ausência dentária e, radiograficamente, constatamos se esse dente está incluso (dentro do osso) ou se ele realmente não existe”, esclarece a odontologista. Vale reforçar que, nos casos em que o dente está incluso, não é considerado como agenesia dentária.

Quais são os tratamentos para a agenesia dentária?

Falta de dentes, o que fazer? O primeiro passo é a consulta a um profissional para iniciar o tratamento adequado. Isto porque, após a avaliação clínica e radiográfica da arcada dentária, o dentista irá analisar qual é o melhor plano de tratamento para aquele caso individual. A escolha vai depender de diversos fatores relacionados aos pacientes, como por exemplo, verificar o espaço do dente que falta, podendo ser aberto ou fechado através do auxílio de aparelhos ortodônticos. “Quando o espaço ausente é pequeno, pode ser realizado tratamento estético restaurador com resina composta ou facetas de porcelanas”, comenta Heloísa.

Enquanto isso, nos casos com espaços maiores entre os dentes, é possível recorrer às opções protéticas, como por exemplo: implante dentário, próteses removíveis ou pontes fixas. “É necessária fazer uma avaliação e diagnósticos precoce para melhor opção de tratamento”, completa. E ainda, é importante ter atenção com os dentes da criança, se não estão nascendo ou, após cair, está demorando muito para aparecer. Assim, o recomendado é levá-la ao dentista para avaliar o quadro e, se necessário, já pedir uma radiografia. Quanto mais cedo o diagnóstico e início do tratamento, maiores as chances de sucesso no resultado.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Heloísa Crisóstomo - Especialista em Prótese e Dentística
Brasília - DF
CRO-DF-CD: 8149

Originalmente publicada em 12/04/2018
Atualizada em 19/12/2018

Mais Matérias: Dentes
Fechamento do diastema: a frenectomia pode tratar o espaço entre os dentes? Saiba mais sobre o procedimento
Dentes
Fechamento do diastema: a frenectomia pode tratar o espaço entre os dentes? Saiba mais...
O diastema não é uma doença bucal , como a cárie, a gengivite ou a periodontite. Na...
com a participação de:
Uila Ramos da Silva
CRO-PE 10.380
Escaneamento intraoral: o que é? Para que serve? Conheça mais sobre essa tecnologia na odontologia
Dentes
Escaneamento intraoral: o que é? Para que serve? Conheça mais sobre essa tecnologia na...
A tecnologia e a odontologia andam lado a lado. As novas técnicas podem ser usadas para tratar uma...
com a participação de:
Rhianna Barreto
CRO-RJ:37448
Cirurgia guiada odontológica: dentista esclarece 5 dúvidas sobre o procedimento tecnológico
Dentes
Cirurgia guiada odontológica: dentista esclarece 5 dúvidas sobre o procedimento...
Você já ouviu falar em cirurgia guiada? Na odontologia, qualquer tipo de procedimento cirúrgico...
com a participação de:
Daniele Machado
CRO-RJ 26.953
Diastema precisa ser corrigido? Entenda em quais casos é necessário o ajuste desse espaço entre os dentes
Dentes
Diastema precisa ser corrigido? Entenda em quais casos é necessário o ajuste desse...
O diastema é uma característica bem marcante e conhecida no sorriso de muita gente, inclusive de...
com a participação de:
Caroline Malavasi
CRO /RJ 38947
Perdi um dente: o que fazer? É possível reimplantar? Como isso pode acontecer e como prevenir o problema?
Dentes
Perdi um dente: o que fazer? É possível reimplantar? Como isso pode acontecer e como prevenir o...
Engana-se quem pensa que perder um dente é algo incomum. Na verdade, existe uma série de fatores que podem contribuir para a perda dentária, como má higiene bucal, doenças periodontais e traumas. Mas, independente do fator causador, uma coisa é certa: conversar com um dentista para avaliar a...
5 anos cuidando do seu sorriso! Reveja alguns dos conselhos mais valiosos sobre saúde bucal que você aprendeu com o Sorrisologia
Dentes
5 anos cuidando do seu sorriso! Reveja alguns dos conselhos mais valiosos sobre saúde bucal que...
Cuidar bem dos seus dentes vai muito além da higiene bucal . É claro que um sorriso saudável precisa de escovação, fio dental e o uso de um bom enxaguante, mas isso não é tudo! Também é importante se atualizar sobre essas técnicas e buscar novas tecnologias e tratamentos no meio...