cálcio é um dos principais nutrientes para manter seu organismo forte e saudável. Além de ser fundamental para o crescimento, ele participa ativamente da formação e manutenção dos dentes e dos ossos. “O cálcio também ajuda na coagulação sanguínea, na contração e relaxamento dos músculos, na transmissão dos impulsos nervosos e ainda tem atuação no ritmo cardíaco”, completa o ortodontista Djalma Faria. Veja o que mais o especialista tem a dizer sobre o assunto!

Vitamina D ajuda a fixar o cálcio no organismo

Consumir alimentos que são ricos em cálcio - como leite, queijo, espinafre e brócolis - é uma atitude bastante significativa para o seu corpo, mas além disso também é importante pensar na absorção do mineral pelo organismo. De acordo com o profissional, a vitamina D - obtida principalmente por meio da luz do sol - auxilia no processo de aproveitamento e fixação do cálcio, regulando os níveis do mineral na corrente sanguínea. Outro fator que também pode influenciar nesse processo é a prática de atividades físicas aeróbicas, como a caminha ou a corrida. O importante mesmo é tentar manter um bom nível de cálcio no organismo. “Uma alimentação rica em cálcio, conciliada com higiene bucal adequada, faz com que os dentes fiquem fortes por toda a vida”, conclui.

Falta de cálcio pode trazer sérias consequências

Apesar de não causar nenhum sintoma específico na fase inicial, a falta de cálcio no organismo pode provocar a debilidade dos ossos, problemas nos dentes e até mesmo palpitações cardíacas à medida que a condição se agrava, segundo Djalma. O quadro é conhecido como hipocalcemia e pode desencadear outras doenças, conforme o especialista alerta: “Com a falta de cálcio, podem começar a surgir doenças como osteopenia, osteoporose ou raquitismo”. Além disso, como esse mineral é responsável pela deposição e mineralização do esmalte dentário, essa questão fica comprometida no universo bucal do paciente.

Cálcio não pode ser reposto nos dentes

Não há como fazer a reposição do cálcio nos dentes, porém isso não é motivo para preocupação, pois há maneiras de manter elevado o nível desse mineral na cavidade oral, se não ocorrer a desmineralização por cárie. “Para isso, é preciso ter uma higiene bucal correta todos os dias e uma alimentação equilibrada”, orienta o profissional. Outra dica do especialista é evitar o uso excessivo de cremes dentais clareadores, pois eles também causam porosidade nos dentes, o que contribui para um quadro de desmineralização.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Djalma Faria - Ortodontista e Especialista em Visagismo Facial
Campinas - SP
CRO-SP: 59104