Atualmente, a procura por uma alimentação saudável é uma das principais preocupações da maioria das pessoas. E essa mudança é muito positiva. Isto porque aquilo que comemos influencia diretamente na saúde do corpo, seu funcionamento e bem-estar. Mas será que muitos estão considerando, também, a saúde dos dentes e gengiva? Já parou para pensar como a alimentação influencia nessa parte? Para entender sobre essa relação, conversamos com a dentista Fabíola Chaves Fernandes que trouxe dicas sobre o assunto.

Conheça os cuidados principais com a gengiva

É comum você ouvir as pessoas conversando sobre as preocupações com seu sorriso. A maioria dos comentários são em relação a aparência dos dentes, especialmente por conta da estética. Mas, e a gengiva? Esse tecido mole é essencial para o bem-estar da sua cavidade bucal, tanto para o suporte como para a proteção dos dentes, e, por isso, precisa ser cuidado corretamente. “Higiene oral com fio e escova e visitas regulares ao dentista, além de enxaguatórios indicados por ele”, orienta a profissional.

Alimentos indicados para a saúde gengival

Os cuidados com a saúde bucal incluem a saúde da gengiva. Pensando nisso, a odontologista destacou alguns alimentos para você adicionar ao seu cardápio diário e cuidar dos tecidos moles. “Alguns alimentos são adstringentes, como a maçã. Outros são ricos em cálcio para o período de formação dentária, como o leite e água de coco”, indica. Além disso, Fabíola comenta que todos os alimentos saudáveis podem ajudar na saúde da gengiva, como os legumes, vegetais e frutas. A dica é começar a consumir comidas que contribuem para a proteção da sua cavidade bucal. Faça essa mudança e veja a diferença.

Fique atento com as características da sua gengiva

Seguir as orientações do dentista é um cuidado fundamental para manter sua saúde bucal em dia. O profissional pode ensiná-lo a fazer a higiene correta com os itens adequados para o seu caso, que vão desde o tipo de cerdas da escova de dente bem como o creme dental mais indicado. O fio dental, claro, também entra nessa lista. O paciente é orientado ainda sobre como ficar atento à saúde gengival, entendendo seus aspectos e características. “A gengiva saudável é rosa pálida, com furinhos tipo casca de laranja, não sangra, não é inchada, não tem cheiro ruim, não sai pus”, caracteriza a especialista.

Já as gengivas com odor característico, lisa e vermelha são sinais de que há problemas na área. Casos comum de evolução de gengivite são causados por pacientes que param de fazer a limpeza adequada, como evitar o fio dental por conta do sangramento. Vale destacar que os quadros não tratados de gengivite podem dar origem a periodontite, que apresenta riscos maiores como perda dos dentes. Para contornar esses incômodos e doenças, continue com os hábitos de higiene bucal e as visitas regulares ao dentista.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Fabíola Chaves Fernandes - Especialista em Periodontia e Odontogeriatria
Rio de Janeiro - RJ
CRO-RJ: 20417