Cárie oculta: já ouviu falar? Numa situação dessa, por fora parece que seu dente está em perfeito estado e saudável, mas por dentro existe uma perigosa inimiga bucal que pode acabar com toda a estrutura da dentina. É um problema invisível aos olhos do paciente e só pode ser identificada por meio de exames radiográficos e uma avaliação minuciosa do dentista. Se você não quer nem pensar em passar por essa complicação, o ideal é praticar algumas técnicas de prevenção. E nada melhor do que descobrindo as causas dessa doença. Veja as explicações da dentista Dulce Helena Cabelho sobre o assunto.

O que causa a lesão de cárie oculta?

Essa bactéria invisível, assim como outras doenças bucais, podem surgir devido a presença de muitos fatores externos e internos do ambiente oral. O acúmulo de placa no sorriso também é um fator ocasional, mas ele não é o único. Para que a cárie se infiltre no interior do dente, Dulce explica que alguns aspectos podem facilitar essa invasão. "Ausência de mineralização completa do esmalte, principalmente em cicatrículas e fissuras; dieta ácida e em alguns casos o uso excessivo do flúor pela própria caracterização histológica", explica a especialista. Dessa maneira, mantendo as consultas ao dentista em dia, é uma maneira eficaz de evitar esse incômodo ou iniciar o tratamento o quanto antes.

Métodos preventivos

Você provavelmente deve está bem preocupado com esse tipo de lesão cariosa. Mas existem algumas formas simples de prevenir o contágio dessa bactéria com seus dentes. A especialista garante que são atitudes que toda pessoa precisa praticar no seu dia a dia:

- Mudança de hábitos alimentares e dieta.

- Uso de flúor sob recomendação específica.

- Manutenção da higiene bucal adequada e frequente. Lembre-se que ela deve ser realizada, pelo menos, três vezes ao dia.

- Consultas periódicas aos consultórios odontológicos para orientações técnicas e tratamento.

O cuidado começa desde cedo

Para que todos esses cuidados se transformem em hábitos, é preciso praticá-los desde criança ou bem antes disso, quando você estava na barriga da sua mãe e ela fazia aquela boa higiene bucal. Atitudes saudáveis como essa não significam apenas um sinal de limpeza, mas, também, de bem-estar com o seu corpo e boca.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Dulce Helena Cabelho Passarelli - Estomatologia, Patologia Bucal e Laserterapia
São Paulo, SP
CRO-SP: 35856