Pular para o conteúdo principal
Logo Facebook Powered By Logo OralB
20.09.2018

Emprestou sua escova de dentes? Saiba os riscos que essa ação pode trazer para sua saúde bucal

  Mesmo que seja com uma pessoa muito próxima ou até da família, a escova de dentes não deve ser emprestada nunca! Saiba quais podem ser as consequências desse hábito
Mesmo que seja com uma pessoa muito próxima ou até da família, a escova de dentes não deve ser emprestada nunca! Saiba quais podem ser as consequências desse hábito

Expert

Liana França Araújo

Liana França Araújo

CRO RJ 19174

Estomatologista e Mestre em Patologia Bucal. Atua na clínica particular desde 1994, exclusivamente como Estomatologista. Graduada pela UFF. Ex-docente da UNESA e UERJ. Trabalha com laser de baixa potência no tratamento de mucosite (pacientes oncológicos), DTM, paralisia facial e parestesias. E laser de alta potência (cirúrgico) para frenectomias, reaberturas de implantes, remoção de lesões benignas, gengivoplastias. Além disso, tem parceria com o CCB (Centro de Criogenia Brasil) que coleta de células-tronco a partir de dentes decíduos. Professora do Curso de capacitação de laserterapia em Odontologia da São Leopoldo Mandic - RJ

Quando vamos passar a noite fora de casa, em uma viagem ou ao dormir na casa de outra pessoa, pode acontecer de esquecermos de levar a escova de dentes. Deixar de escová-los não deve ser uma opção, já que essa etapa é fundamental para uma higiene bucal adequada, e consequentemente para manter a saúde dessa região em dia. No entanto, pegar uma escova de dentes emprestada ou emprestar a sua também é tão arriscado quanto. Em caso de esquecimento, comprar uma escova nova deve ser levado em consideração, mas usar a de outra pessoa ou ceder a sua pode acabar trazendo ainda mais problemas. A estomatologista Liana França nos ajudou a entender melhor essa situação!

É fundamental usar a escova de dentes ideal para o seu caso

Escolher a escova de dentes ideal para você é o primeiro passo para uma higiene bucal adequada. “Cada tipo de arcada dentária possui a sua escova perfeita, ideal para que a limpeza seja a mais eficaz possível sem causar danos aos dentes ou à gengiva”, afirma a profissional. A escolha deve ser feita com a orientação do profissional, levando em conta fatores como o tamanho da arcada, a destreza manual, a força da escovação realizada por aquela pessoa e a sua condição sistêmica, ou seja, como está sua saúde geral.

Por que emprestar a escova de dentes é um risco para a saúde bucal?

A escova de dentes é um item de higiene que, além de ser escolhido especificamente para você de acordo com suas necessidades, deve ser individual, e nunca compartilhado. Nem mesmo em casos de emergência! Essa troca de escova com alguém pode trazer muitos riscos para a saúde do seu sorriso. “Isso acontece porque a boca possui inúmeros microrganismos patogênicos, que causam doenças, ou da flora habitual da boca, que ficam na escova após o seu uso”, explica ela. Quando a escova de outra pessoa é utilizada, há contaminação desses microorganismos que podem provocar doenças.

Quais problemas o paciente pode apresentar após emprestar a escova de dentes?

Os problemas causados por esse empréstimos podem ser muitos. Entre os mais conhecidos está o “sapinho”, nome popular dado a candidíase bucal. “Infecções virais como herpes e infecções bacterianas como gengivite ulcerativa necrosante também podem se desenvolver”, alerta Liana. Até mesmo quadros que envolvem outras partes do corpo, como a gripe e a hepatite B, podem ser contraídos.

Nesses casos, como é possível realizar o tratamento?

Nessa situação, o tratamento vai depender muito de qual problema foi desenvolvido. Ele será realizado a partir do diagnóstico do quadro, podendo ser mais ou menos complicado. “Dependendo da condição apresentada, o dentista ou o médico irá tratá-la”, esclarece ela.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Liana França Araújo - Estomatologista e Mestre em Patologia Bucal
Niterói - RJ
CRO-RJ: 19174

Mais Matérias: Escova de Dente
A escova de dentes elétrica ajuda no tratamento da gengivite? Entenda os benefícios desse produto de higiene bucal
Escova de Dente
A escova de dentes elétrica ajuda no tratamento da gengivite? Entenda os benefícios...
Por qual motivo você escova os dentes? Apenas por ser uma obrigação ou para que o seu sorriso...
com a participação de:
Caroline Malavasi
CRO /RJ 38947
Raspador de língua x escova de dentes: qual é a melhor opção para remover a saburra lingual?
Escova de Dente
Raspador de língua x escova de dentes: qual é a melhor opção para remover a saburra...
O ritual de escovação sempre começa pelos dentes e termina com a higiene da língua . A...
com a participação de:
Diego Limoeiro
CRO-RJ: 31146
Qual é a melhor escova de dentes elétrica infantil?
Escova de Dente
Qual é a melhor escova de dentes elétrica infantil?
Quando se trata de saúde bucal infantil , uma coisa é certa: a escova de dentes elétrica é uma grande aliada. Além de ser uma opção mais cativante do que a escova manual, o item facilita o processo de higiene bucal através dos movimentos de rotação, o que ajuda a prevenir uma...
Preciso desinfetar a escova de dentes elétrica? Dentista explica como fazer esse procedimento em casa
Escova de Dente
Preciso desinfetar a escova de dentes elétrica? Dentista explica como fazer esse...
Você faz a higiene bucal com uma escova de dentes elétrica? Se a resposta for sim, provavelmente deve...
com a participação de:
Camila Stofella Sodré
CRO-RJ: 40419
5 dicas de como preservar a sua escova de dentes elétrica por muito mais tempo
Escova de Dente
5 dicas de como preservar a sua escova de dentes elétrica por muito mais tempo
A escova de dentes elétrica já provou ser uma opção tecnológica que facilita (e...
com a participação de:
Rhianna Barreto
CRO-RJ:37448
Como escovar a língua? 3 maneiras de realizar essa higiene bucal e prevenir o mau hálito
Escova de Dente
Como escovar a língua? 3 maneiras de realizar essa higiene bucal e prevenir o mau hálito
A placa bacteriana é a maior vilã da saúde bucal. Através do acúmulo dela que nascem as piores doenças bucais, como a cárie, gengivite, periodontite, o tártaro, o mau hálito, entre outras. Além de tomar conta dos dentes, a placa também se acomoda na superfície da...