Quando queremos deixar nosso sorriso alinhado, de forma mais estética, logo pensamos em recorrer ao aparelho ortodôntico. Mas antes de iniciar esse tratamento, muitas vezes, o paciente precisa passar por uma série de exames e, em alguns casos, até extrair um dente para a colocação do aparelho. Isso mesmo que você leu: extrair um dente. Mas antes que você pense que isso é loucura, confira nosso papo com a dentista Andréia Cotrim, que tira todas as dúvidas sobre essa situação e por que ela se faz necessária em alguns casos.

Colocar um aparelho ortodôntico pode exigir a necessidade uma extração de dente

Primeiramente, o paciente irá passar por uma documentação para saber se realmente há a necessidade de extração de dentes. “Essa documentação está diretamente associada com a queixa principal desse paciente e se ela é condizente com esse tipo de planejamento ortodôntico”, explica Andréia. A dentista completa que geralmente esses casos acontecem por conta do apinhamento, dentes que estão tortos na arcada, e com base no perfil facial que a pessoa possui.

Antes da colocação do aparelho ortodôntico, o paciente deve passar por uma consulta avaliativa com o seu clínico geral para saber se está em condições de usar o dispositivo. “A partir da avaliação do quadro, se for necessária qualquer alteração na saúde periodontal, ele deve iniciar imediatamente esse tratamento e depois colocar o aparelho ortodôntico”, explica a profissional.

Por que, em alguns casos, é preciso extrair um, ou mais dentes?

Geralmente, esses casos acontecem com pacientes que apresentam um grande apinhamento, quando há uma diferença grande entre o tamanho dos dentes e da base óssea. “Muitas vezes, esses dentes não irão caber na base óssea depois de serem alinhados. Por conta disso, é necessário a extração prévia dos dentes para abertura de espaço”, comenta Andreia. Além disso, esse procedimento evita prejuízo da estética facial durante o nivelamento e alinhamento dos dentes.

A importância dessa extração para o tratamento ortodôntico

As extrações são importantes nesses casos para se evitar um prejuízo da estética facial do paciente, principalmente na fase inicial, quando acontece o nivelamento e alinhamento dos dentes. “As extrações dentais são necessárias para que haja estabilidade ao final do procedimento, a manutenção dos dentes dá o seu posicionamento correto na base óssea. Por isso, muitas vezes a extração é indicada” explica.

Quais são os principais cuidados nesses casos?

O principal cuidado a ser tomado é a correta avaliação por parte do dentista para saber se há necessidade de extração. A profissional relembra que todos os encaminhamentos devem ser feitos por escritos ao cirurgião responsável pela extração. "Além disso, todos os passos do procedimento devem ser devidamente explicados ao paciente, bem como as possibilidades da realização ou não das extrações para o correto tratamento”, finaliza Andréia.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Andréia Cotrim Ferreira - Ortodontista
São Paulo - SP
CRO-SP: 39000