Por conta de uma rotina corrida, muitas pessoas, mesmo sem querer, deixam a saúde bucal de lado e acabam não higienizando de maneira correta a língua e os dentes. Por conta disso, o frequente acúmulo de restos de alimentos associados com bactérias acaba favorecendo ao aparecimento da doença cárie. E você já deve saber os perigos dessa vilã para sua saúde bucal. Uma situação curiosa é que, em alguns casos, os pais suspeitam que os dentes de leite de seus filhos estejam nascendo já cariados. Mas será que isso é realmente possível? Conversamos com a dentista Alessandra Garcia que explica mais sobre essa situação.

O que pode levar ao aparecimento de cárie?

O surgimento da doença é consequência de uma dieta rica em açúcar e que certos micro-organismos, bactérias específicas, estejam presentes em nossa boca. A falta ou deficiência na higiene bucal também é um fator que conta muito para a formação de cáries, já que o tempo em que a placa bacteriana permanece em contato com a superfície dos dentes pode provocar sua desmineralização, perda de minerais como cálcio, através da sua exposição. “Para se evitar esse problema, é fundamental que o paciente tenha uma boa higienização sempre utilizando a escova e o fio dental”, comenta a dentista.

Pode acontecer do dente já nascer cariado?

De acordo com Alessandra, não. Os dentes podem, no entanto, nascer com algum tipo de malformação que pode acabar prejudicando-o. “Existem diversas doenças que atingem os dentes, como a fluorose e cáries profundas que aparecem em dentes de leite, que são exemplos de problemas que podem levar ao enfraquecimento da estrutura dentária”, adverte a profissional.

A fluorose é o excesso de flúor ingerido na infância e que provoca o aparecimento de manchas brancas, amareladas ou acastanhadas que acompanham os pacientes até sua vida adulta. Por isso, é recomendado o acompanhamento dos pais na hora da alimentação e no momento da escovação dos dentes das crianças.

O que pode também acontecer, principalmente nos casos de terceiro molar, dente siso, é que existe uma comunicação do dente que está nascendo com a cavidade oral antes de sua erupção. A dentista explica: “O contato do esmalte do dente com a saliva e restos de alimento pode levar ao aparecimento da cárie antes que o dente seja visto na cavidade oral, dando a falsa impressão, para o paciente, de que o dente já tenha nascido com cárie”, comenta a profissional.

Nesses casos, o que pode ser feito para solucionar o problema?

Quando a cárie já se instalou no dente, é preciso procurar o cirurgião-dentista para fazer radiografias e assim, determinar sua profundidade. Caso ela esteja mais superficial, o tratamento será restaurador. “Porém, se a cárie já estiver próxima ao nervo do dente será preciso fazer o tratamento de canal. Nos casos dos dentes de siso, muitas vezes, por já existir falta de espaço na arcada dentária, o tratamento mais indicado é a extração”, finaliza.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Alessandra Moran Garcia - Odontologista e especialista em Saúde Coletiva e Periodontia
Pirapora - MG
CRO-MG 18986