Você sente algumas dores de cabeça que não passam? Nos últimos tempos, tem acordado com o maxilar dolorido e cansado? Esses podem ser alguns sinais que você está lidando com o bruxismo, o hábito involuntário de ranger ou pressionar os dentes durante o sono noite. Por esse motivo, os pacientes costumam demorar um pouco para descobrir o problema. Para entender mais sobre esses sintomas, conversamos com a ortodontista Daniele Haller. Confira!

O que é bruxismo e quais são as causas do problema?

O bruxismo é um ato involuntário caracterizado pelo ranger dos dentes e, embora possa ser observado durante o dia, ocorre normalmente ao longo da noite, durante o sono. “As causas do bruxismo estão relacionadas principalmente a situações de estresse, tensão e ansiedade e dentes mal posicionados, que alteram a mordida e fatores genéticos”, explica Daniele. Apneia, roncos e outros transtornos do sono também podem causar bruxismo.

Como identificar o problema se ele só acontece durante o sono?

Por se tratar de um hábito involuntário que se manifesta durante o sono, pode ser um pouco mais complicado diagnosticar um caso de bruxismo. Segundo Daniele, os principais sintomas são dor nos músculos do rosto ao acordar, dor de cabeça, desgaste nos dentes, retração da gengiva (que deixa dentes mais alongados e sensíveis) e dor na mandíbula. Pessoas que convivem com o paciente, como cônjuges e parentes, também podem ajudar a identificar o problema.

Como melhorar sintomas como a dor de cabeça e o maxilar cansado?

A sensação de maxilar cansado ao acordar e as dores de cabeça ao longo do dia - sinais característicos do bruxismo - podem atrapalhar a qualidade de vida do paciente. Muitas vezes, o ranger involuntário dos dentes traz problemas para dormir e afeta a qualidade do sono, gerando cansaço e estresse. Daniele conta que há algumas soluções para essas questões. “O tratamento feito pelo dentista inclui desde aparelhos ortodônticos para corrigir a posição dos dentes, passando pela substituição de próteses ou restaurações mal adaptadas e, também, a implementação do uso noturno de placas miorrelaxantes”, conta. “Os tratamentos mais recentes envolvem o relaxamento da musculatura facial através da aplicação de toxina botulínica (botox).”

Tratamento: veja algumas soluções para o bruxismo

Se a causa do bruxismo for dentária, é necessário procurar um profissional cirurgião-dentista. Dessa forma, ele pode avaliar sua situação e propor o melhor tratamento para seu caso. “O bruxismo tem entre suas principais causas o estresse e a má posição dos dentes”, relembra Daniele. “Sendo assim, todas as medidas comumente recomendadas para reduzir o estresse ajudam a evitar o bruxismo.” Por esse motivo, pode ser uma boa ideia associar o tratamento para o bruxismo com o acompanhamento psicológico e atividades físicas.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Dra. Daniele Haller - especialista em ortodontia e ortopedia funcional dos maxilares
Rio de Janeiro - RJ
CRO-RJ 25.461