Comer é um dos maiores prazeres da vida! É impossível negar um bola de sorvete ou um picolé nos dias quentes de verão. Mas esses e outros alimentos gelados não são para todos. Para quem sofre tanto de cárie quanto de sensibilidade nos dentes podem ser impossibilitados de viver esses momentos deliciosos. Apenas dentistas podem realizar o diagnóstico e saber em qual dos problemas bucais o caso se enquadra. A profissional Luciana Queiroz explica que quando a causa é a sensibilidade, outros complicações na saúde da boca podem estar envolvidas.

A dor é causada pela remoção da mineralização do dente

Luciana explica que o esmalte do dente é altamente mineralizado, sendo quase impermeável. Mas que existem sim fatores que conseguem eliminar essa proteção, como fraturas, bruxismo, presença de bactérias e também infiltrações. “Quando essa proteção é removida a dentina fica exposta. Estímulos de frio ou quente chegam até a polpa dental que seria a inervação do dente, provocando assim a dor”, explica. Dessa forma, a dor é provocada pelo desgaste do esmalte que possibilita o alcance dos alimentos até os nervos.

Qual a diferença entre cárie e sensibilidade dentária?

A cárie é um problema bucal que acontece sempre que as bactérias presentes na boca se alimentam dos açúcares que consumimos. Isso acontece principalmente quando não há a limpeza adequada bucal, estimulando o acúmulo da placa. Para identificar a presença desta complicação, é necessário somente analisar a parte superior dos dentes. “A cárie, geralmente, se caracteriza por manchas brancas ou escuras acompanhada de cavidades, ou seja, buraquinhos nos dentes”, comenta ela.

A sensibilidade dentária, por outro lado, não se expressa na aparência dos dentes. Mas, ela normalmente está associada a outros problemas. “Pode ser por retrações gengivais, desgaste no dente, bruxismo, entre outros”, lista. Esse quadro é caracterizado por dores sempre que o paciente ingere alimentos ou bebidas doces, ácidos, muito gelados ou quentes, comprometendo toda a experiência de comer um bolo de chocolate de sobremesa.

O tratamento dos dois casos envolve controles alimentares

Para tratar da cárie, todas essas situações explicitadas pela especialista podem acontecer: aplicação de flúor, mudança dos hábitos alimentares, tratamento de canal com restauração de pino e coroa, restaurações, e em casos mais graves, a remoção do dente. Já a sensibilidade dentária também pode ser cuidada com a aplicação do flúor, mas ela depende do diagnósticos dos outros problemas. “Nos casos de retração gengival, tenta-se cirurgias periodontais, aplicações de laser, além de orientação ao paciente quanto à técnica de escovação e controle nos hábitos alimentares”, completa. Entretanto, tudo depende do caso e de quais problemas se manifestam, sendo a consulta com o dentista necessária para o tratamento adequado.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Luciana Queiroz Sales - Especialista em Reabilitação Oral e Estética
São Paulo - SP
CRO: 109.098