Pular para o conteúdo principal
Logo Facebook Powered By Logo OralB
02.06.2021

Doenças da língua: saiba tudo sobre os principais quadros que podem atingir essa região da boca

Manter uma boa rotina de higiene bucal é o primeiro passo para evitar o surgimento de doenças na língua. Saiba mais!
Manter uma boa rotina de higiene bucal é o primeiro passo para evitar o surgimento de doenças na língua. Saiba mais!

Embora seja esquecida por muitos pacientes, a língua é um órgão fundamental para o funcionamento de uma série de funções, como a fala e deglutição. Justamente por isso, assim como os dentes, ela também exige alguns cuidados específicos para evitar o surgimento de problemas que podem prejudicar não só a sua saúde bucal, como a saúde geral do seu organismo. Pensando nisso, o Sorrisologia reuniu com a ajuda de alguns especialistas tudo o que você precisa saber sobre as doenças da língua - incluindo dicas de como preveni-las. Veja só!

1. Por que a língua é um órgão tão importante?

Muito se fala sobre os cuidados necessários com a limpeza da língua, mas pouco se sabe sobre a importância desse órgão para saúde bucal e geral do organismo. De acordo com a dentista Dulce Cabelho, a língua é a grande responsável pela manutenção do bom hálito e do paladar. Ela permite que o paciente sinta os diferentes sabores dos alimentos, assim como evita a ingestão indesejada de alimentos estragados que podem prejudicar o organismo. Além disso, esse órgão também é capaz de apontar outras impressões não tão agradáveis, como o mau hálito e a formação da saburra lingual quando não escovamos o local de forma correta.

1.1. Como identificar uma língua saudável?

Assim como acontece com os dentes, a língua também apresenta sinais que indicam o seu estado de saúde. Clinicamente falando, uma língua saudável deve estar sempre com um aspecto rosado e limpo. Ainda que existam mudanças na coloração do órgão que são consideradas normais, há casos em que o organismo utiliza a língua para comunicar a presença de alguma doença, podendo apontar os mais diferentes problemas. “Podem ser desde quadros locais, relacionados à higiene e problemas associados como doenças fúngicas, até alterações por doenças sistêmicas, como uso de medicamentos controlados, doenças autoimunes e pacientes submetidos a radio e quimioterapia”, afirma a estomatologista Dulce.

Além disso, vale lembrar que embora uma língua lisa seja considerada sinônimo de saúde, é importante estar atento. Isso porque a ausência de sinais de marcas ou bolinhas também pode indicar uma deficiência de ferro e anemia. Em todos os casos, é necessário um diagnóstico médico feito por um especialista. Por isso, ao notar qualquer mudança na aparência da língua, o ideal é procurar um profissional para verificar os motivos por trás do quadro.

2. Doenças da língua: veja as principais delas

Para surpresa de alguns, as doenças da língua são tão comuns quanto as que atingem os dentes e gengivas. Embora não sejam tão conhecidas como a cárie, gengivite e periodontite, elas podem trazer uma série de prejuízos à sua saúde bucal. Por esse motivo, as doenças da língua também exigem um diagnóstico precoce e um tratamento adequado. Para garantir a sua saúde bucal e geral, reunimos, a seguir, os principais problemas que podem atingir esse órgão tão importante.

2.1. Língua geográfica

Caracterizada pelo surgimento de manchas vermelhas e irregulares na região, a língua geográfica é um quadro que pode atingir de 1 a 2% da população, na sua maioria adultos. “Ela constitui uma condição bucal benigna caracterizada pela presença de áreas demarcadas por vermelhidão, concentradas na ponta e bordas laterais da língua”, explica a dentista Uila Ramos. Embora não possua uma causa definida, a língua geográfica costuma estar ligada a fatores hereditários que garantem uma predisposição a doenças alérgicas, como rinites, asma e urticária.

Ainda que seja considerado um quadro benigno, a língua geográfica requer um acompanhamento profissional. Isso porque os sintomas da doença podem ser facilmente confundidos com o de outros quadros bucais, como neoplasias, que exigem um tratamento imediato. Além disso, é importante lembrar que, em alguns casos, pode ser necessário algumas medidas para amenizar os sintomas do quadro. O uso de medicamentos, gel de uso tópico e bochecho, por exemplo, são bastante recomendados para amenizar a ardência e sensibilidade causada pela língua geográfica.

2.2. Língua branca

Se você tem notado a sua língua branca, é importante ligar o sinal de alerta. Assim como acontece com outras doenças na língua, o aspecto esbranquiçado pode indicar o acúmulo de saburra lingual e a ausência de uma higiene bucal eficiente. Nesse caso, o quadro pode prejudicar não só a estética do seu sorriso, como também o seu hálito, resultando na temida halitose. “Quando ela está relacionada com a presença de saburra lingual, a língua branca pode ser fortemente uma produtora de compostos sulfurados que causam mau hálito”, afirma a dentista Ana Elisa.

Justamente por isso, é importante que o paciente redobre os cuidados com a higiene bucal e inclua na sua rotina produtos que ajudem a limpar a região corretamente. “O uso de limpador ou raspador de língua é muito mais efetivo do que a escova dental”, revela a Dra. Ana. Para utilizá-lo, o ideal é começar a limpeza da parte de trás em direção a ponta da região, passando duas vezes em cada lado da cavidade bucal.

2.3. Aftas na língua

Que as aftas são lesões que podem surgir em diferentes partes da boca não é novidade para ninguém. Mas, o que poucos sabem é que, é na língua que elas costumam nascer com mais frequência. "Muitas vezes, as aftas ou úlceras ocorrem por mordidas locais, baixa imunidade ou alimentação cítrica", explica a dentista Rhianna Barreto.

O tempo de cicatrização das aftas na língua costuma levar entre entre 7 e 14 dias, mas se a afta for maior do que o normal, é possível que o problema dure algumas semanas. Quanto ao tratamento para aftas, o ideal é seguir os cuidados indicados por um dentista, como o uso de enxaguantes bucais, pomadas e laserterapia.

2.4. Candidíase oral

Popularmente conhecida como “sapinho”, a candidíase oral é uma das doenças da língua mais comuns entre os pacientes. Causada por infecção fúngica, o quadro pode acometer indivíduos em diferentes faixas etárias, especialmente aqueles com o sistema imunológico comprometido ou enfraquecido. “Ela é responsável pelo surgimento de uma série de sinais que afetam as mais variadas regiões da boca, embora sejam mais recorrentes na área da língua”, afirma a dentista Kalina Diniz.

Além disso, sintomas como boca seca, dor ao engolir ou mastigar e rachaduras em toda a cavidade bucal também podem indicar a presença da candidíase oral. Depois de diagnosticado, o tratamento para candidíase oral deve ser feito em casa por meio de aplicação de antifúngicos na forma de gel ou líquido no período de cinco a sete dias.

3. Cuidados para prevenir doenças da língua

Se engana quem acha que a higiene bucal envolve apenas seus dentes. Na verdade, a língua também é um órgão que requer alguns cuidados específicos para evitar o surgimento de doenças que podem prejudicar a sua saúde bucal. Então, já sabe, né? Na hora da limpeza oral, não esqueça de dedicar um tempinho extra para a região. Pensando em te ajudar, reunimos, a seguir, alguns dos principais cuidados para prevenir o surgimento de doenças na língua.

1# Invista em um raspador ou limpador de língua para garantir uma higiene bucal mais eficaz. Capaz de remover todos os pequenos agentes presentes na região, o acessório deve ser utilizado diariamente para evitar o acúmulo de saburra lingual.

2# Não se esqueça de beber água. Sim, isso mesmo! Esse cuidado que costuma ser associado à hidratação do corpo também pode contribuir para uma língua saudável. Isso porque esse simples hábito ajuda a estimular a produção de saliva que, por sua vez, é a grande responsável por combater o surgimento de bactérias.

3# Mantenha visitas regulares ao dentista. Dessa forma, o profissional é capaz de avaliar sua saúde bucal e, assim, identificar o surgimento de possíveis doenças da língua de maneira precoce.

4# Opte por uma alimentação nutritiva para evitar a queda da imunidade e o surgimento de algumas doenças da língua. Nesse caso, alimentos ricos em vitamina B12, ferro e ácido fólico são alguns dos nutrientes que devem fazer parte da sua dieta.

Mais Matérias: Saúde Bucal
Gengiva sangrando: 3 formas de tratar o quadro para garantir a sua saúde bucal
Saúde Bucal
Gengiva sangrando: 3 formas de tratar o quadro para garantir a sua saúde bucal
Notar a gengiva sangrando é algo que sempre faz acender um alerta de preocupação para os...
com a participação de:
Uila Ramos da Silva
CRO-PE 10.380
Quais os exames mais pedidos para avaliar os dentes?
Saúde Bucal
Quais os exames mais pedidos para avaliar os dentes?
Ir ao dentista é um cuidado que não pode ser negligenciado. A frequência pode variar de acordo...
com a participação de:
Ana Elisa da Silva
CRORS 13490
Limpador de língua: qualquer pessoa pode usar? Entenda!
Saúde Bucal
Limpador de língua: qualquer pessoa pode usar? Entenda!
Existem diversos acessórios que podem facilitar a vida de quem possui dúvidas sobre como limpar a...
com a participação de:
Vivian Marques
CRO-RJ: 50874
Sialorreia pode atingir adultos?
Saúde Bucal
Sialorreia pode atingir adultos?
Você já ouviu falar em sialorréia ? Conhecida popularmente como...
com a participação de:
Vivian Marques
CRO-RJ: 50874
Extração dos dentes sisos: passo a passo para garantir uma boa cicatrização dos pontos
Saúde Bucal
Extração dos dentes sisos: passo a passo para garantir uma boa cicatrização dos pontos
Não dá para negar: a extração dos dentes sisos é um dos procedimentos odontológicos mais temidos pelos pacientes. Embora a cirurgia seja simples, ela requer alguns cuidados específicos no pós-operatório para evitar a inflamação dos pontos e, ainda, reduzir os desconfortos...
Mascar chiclete pode causar problemas na ATM?
Saúde Bucal
Mascar chiclete pode causar problemas na ATM?
Que o hábito de mascar chiclete pode trazer prejuízos à saúde bucal não...
com a participação de:
Rhianna Barreto
CRO-RJ:37448