Hoje em dia, a moda fitness tem conquistado cada vez mais adeptos. Pensando em alcançar um corpo mais saudável e eliminar as gordurinhas indesejadas, muitas pessoas buscam novas opções de dietas. Uma bastante popular é a dieta com restrição de carboidratos que, devido à alta concentração de açúcares, o consumo em excesso gera o aumento de gordura corporal. Porém, muito além da silhueta, essa dieta também é capaz de favorecer a sua saúde bucal. Quer saber como? O dentista Djalma Faria veio explicar de que maneira o índice de cáries nesses pacientes acaba sendo menor quando comparado aos que comem carboidratos diariamente.

Saiba como a dieta com restrição de carboidratos influencia a saúde bucal

Se você iniciou esse tipo de dieta, já sabe que tem que dar adeus às comidas muito comuns na rotina, como pão e arroz. Esses são exemplos de alimentos ricos em carboidratos, que são fontes de energia para o metabolismo corporal por liberar a glicose. O consumo em excesso desse tipo de alimento é relacionado ao ganho de peso do paciente. “Em uma dieta rica em alimentos que possuem baixo teor de carboidratos fermentáveis, não há a instalação de micro-organismos que podem prejudicar os dentes e causar a cárie”, explica o profissional.

Qual é a relação dos carboidratos e o aparecimento de cárie?

Os carboidratos, especialmente os fermentáveis, são diretamente ligados ao aparecimento de cárie por serem alimentos ricos em açúcar, uma fonte de energia para ação das bactérias. “Numa superfície em que se encontram vestígios de carboidratos fermentáveis, micro-organismos se instalam, metabolizando-os e produzindo ácidos orgânicos, diminuindo o pH da boca e podendo iniciar a desmineralização dos tecidos dentais”, esclarece Djalma. Em casos mais severos, de perda mineral frequente, a cárie pode destruir toda a coroa do dente.

O que fazer em casos de cárie?

De acordo com o profissional, os pacientes que seguem uma dieta restritiva em carboidratos possuem menos chances de ter cáries. “Em uma dieta baseada em carnes, peixes, ovos, legumes, verduras e frutas frescas, entre outros alimentos que não contêm carboidrato fermentável, a cárie é prevenida”, comenta ele. Entretanto, assim como os demais pacientes, se os cuidados com a higiene bucal não forem seguidos, a cárie pode aparecer.
Quando a doença já tiver se instalado na cavidade bucal, é importante consultar-se com o dentista. Assim como explica o profissional, uma possibilidade de solução é remover a parte deteriorada pela cárie do dente. E então, poderá ser substituída por materiais biocompatíveis, como as restaurações feitas com resina composta.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Djalma Faria - Ortodontista e Especialista em Visagismo Facial
Campinas - SP
CRO-SP: 59104