Como ser mais saudável? O primeiro passo é o conhecimento educacional, já que este é essencial na identificação e prevenção de doenças, buscando uma melhora na qualidade de vida. É com essa responsabilidade que nasceu o Dia Mundial da Saúde, criado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), comemorado no 7 de abril para conscientizar a população sobre os mais diferentes problemas e promover vida saudável. Tendo o diabetes como o foco dos debates do ano, o Sorrisologia reuniu algumas dicas de como controlar a doença e buscar uma vida com mais harmonia através de simples hábitos do seu dia a dia.

1 - Diabéticos têm mais chances de doenças gengivais

A insulina é um hormônio que regula o açúcar no sangue, principal fonte de energia. Na presença de diabetes, não há produção de insulina pelo pâncreas ou o corpo não consegue utilizá-la. Logo, se não chega às células para se converter em energia, o açúcar se acumula no sangue e torna-se prejudicial.

O que isso tem a ver com saúde bucal? Os portadores do diabetes têm mais chances de sofrer com doenças genvivais, como gengivite e periodontite. Quando a doença está descontrolada, o sistema imunológico fica deficiente, deixando a pessoa mais vulnerável a contrair alguma infecção. Por isso, um acompanhamento com seu dentista é essencial para não sofrer as consequências.

2 - Doenças infecciosas

Como todas as infecções, a doença gengival acaba tornando o controle do diabetes muito mais difícil. Outra doença que a pessoa corre o risco de contrair mais facilmente é a candidíase oral, conhecida como sapinho. Problemas de boca seca também pode surgir causando aftas, cáries, etc. A melhor forma de evitar essas doenças bucais é consultando seu dentista regularmente para um check-up odontológico.

3 - Os cuidados com a alimentação

Quanto maior o índice glicêmico de um alimento, mais insulina o pâncreas tem que liberar. Uma dieta balanceada é o ideal para evitar esse desgaste do pâncreas. Os alimentos para evitar uma possível diabetes são aqueles com baixo índice glicêmico, como os integrais (pãos, arroz, massas), grãos, verduras, frutas, laticínios e proteínas das carnes e do ovo.

Mas atenção: quem já tem a doença precisa tomar cuidado com frutas de alto índice glicêmico, como a banana. Por outro lado, há alimentos que contribuem para o surgimento do diabetes como os doces, sorvetes, pães brancos, tortas, biscoitos recheados, massa branca e arroz branco. Fique atento!

4 - Ansiedade e diabetes

Segundo dados da OMS, pelo menos 23% dos brasileiros têm ao menos algum transtorno de ansiedade ao longo da vida, como síndrome do pânico, transtorno obsessivo compulsivo e fobias. Por se tratar de uma doença que não tem cura, os pacientes com diabetes podem ficar emocionalmente abalados com o problema, além de se sentirem ansiosos em relação ao controle da hipoglicemia, da aplicação de insulina ou até mesmo com o ganho de peso. Os diabético têm maiores chances de desenvolver ansiedade e depressão, logo, é bom ficar atento e cuidar da mente também.

5 - Encontre equilíbrio entre corpo e mente

Sabemos que os exercícios físicos são importantes para a prevenção e tratamento de doenças. Porém, não adianta nada se a mente não acompanhar o nosso corpo. Esse cuidado é essencial para evitar o aumento de estresses e desenvolvimento de doenças mentais. Exercícios como a yoga e a dança são ótimos para alcançar o equilíbrio entre corpo e mente.

6 - Leitura como grande aliada

A leitura também pode ser uma maneira de desenvolver o cérebro. Um estudo da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, revelou que a diabetes 'envelhece' a mente em cinco anos. Há evidências que ligam a doença com problemas de memória. Ler todos os dias é muito importante, além de aumentar o seu vocabulário e capacidade de interpretação, também ajuda no armazenamento de informações relevantes.

7 - Exercícios aeróbicos para combater o estresse

O estresse pode desencandear uma série de outros problemas e, por isso, deve ser eliminado. Precisa de um incentivo para começar aquela caminhada matinal ou andar de bicicleta toda tarde? Nada melhor do que o cuidado com a sua saúde. A atividade física aeróbica como correr, caminhar e pedalar ajudam tanto na prevenção quanto no tratamento do diabetes. Isso tudo porque esses exercícios melhoram a captação de glicose para dentro da célula.