A higiene bucal é um hábito que deve agregar toda a boca. Além da parte frontal dos dentes, precisamos limpar outras regiões, como a língua, a gengiva, a parte traseira do sorriso e, em alguns casos, estruturas que ocupam o ambiente, como o aparelho ortodôntico ou uma prótese. Mas e o céu da boca? Você já considerou essa parte? O chamado palato é uma área que muita gente não sabe se é importante escovar na hora da higiene. Para dizer se é realmente necessário, ouvimos a opinião de especialistas.

Atenção necessária na hora da higiene bucal

A limpeza bucal vai muito além de escovar os dentes, até porque não são apenas esses elementos que acumulam placa bacteriana. De acordo com Igor, também é necessário realizar a higiene da língua. “É uma área importante e muito negligenciada ou esquecida pelo pacientes”. Além da escovação, o profissional ressalta que é necessário ter o hábito de usar o fio dental. “O uso correto do fio é essencial para prevenção não só de cáries interproximais (entre os dentes), mas também para evitar doenças gengivais, como gengivites e problemas periodontais”, explica o dentista.

O céu da boca precisa ser escovado?

Tem gente que não sabe se precisa escovar e outras que até escovam só por precaução, mas a verdade é que o céu da boca não precisa ser escovado. Tudo isso por um simples motivo: a área não retém biofilme. “O Palato é uma região de tecido muito sensível e a escovação iria gerar descamação. Além disso, por ter uma superfície mais lisa, não acumula placa”, explica o cirurgião-dentista Johnathan Marcondes.

Para todos os casos, existem exceções

De fato, o céu da boca não precisa de uma escovação particular. Se houver a higiene bem feita das outras partes da boca, todo o ambiente, inclusive o palato, estará bem limpo. No entanto, existem casos isolados que o profissional indica algumas medidas para manter toda a área protegida. “Pacientes que usam próteses, como dentadura, por exemplo, precisam ter um cuidado maior e usar enxaguante bucal sem álcool para manter a região bem limpa”, garante.

Não deixe de consultar o seu dentista 

Se você percebeu algo de estranho no céu da boca ou em qualquer parte da cavidade oral, não deixe de consultar o especialista mais entendido sobre o assunto: seu dentista. Marque uma visita o quanto antes para diagnosticar e cuidar do problema. Assim o tratamento será mais simples e menos invasivo. Lembre-se de fazer essa consulta regularmente ou sempre que o especialista achar necessário. 

Igor Bittencourt - CRO-RJ: 43319

Johnathan Marcondes - CRO-PA: 4456