Pular para o conteúdo principal
Logo Facebook Powered By Logo OralB
23.11.2016

Descubra as doenças que podem ter relação com sua saúde bucal

  O seu sorriso e organismo são interligados. Por isso, é importante saber que toda doença que acontece na sua boca pode refletir no corpo e vice-versa. Fique de olho em cada uma delas
O seu sorriso e organismo são interligados. Por isso, é importante saber que toda doença que acontece na sua boca pode refletir no corpo e vice-versa. Fique de olho em cada uma delas

Expert

Rhianna Barreto

Rhianna Barreto

CRO-RJ:37448

Cirurgia bucomaxilofacial, Dor Orofacial e Disfunção Temporomandibular e Odontologia Hospitalar

Quando se ouve falar em saúde bucal, pensamos diretamente no bem-estar dos dentes e gengiva. Mas o assunto vai muito além da arcada dentária. Toda e qualquer doença inflamatória ou bacteriana que invade nossa boca acaba afetando outras partes do organismo, como o coração, por exemplo. A situação também pode ser invertida com uma doença sistêmica refletindo no seu sorriso. A dentista Rhianna Barreto explica que o sucesso de uma boca saudável é cuidar do corpo de uma maneira geral.

A boca tem uma relação íntima com a saúde geral

Cárie, periodontite e halitose. Essas são as doenças mais comuns que afetam o ambiente bucal. Por conta do grande acúmulo da placa bacteriana. Este aglomerado de bactérias pode afetar não apenas os dentes, como também o organismo. Segundo a dentista, muitos estudos científicos comprovam que a saúde bucal tem uma relação bem íntima com a saúde geral, tudo porque a boca interage com todas as estruturas do corpo.

"As más condições de higiene bucal podem causar doenças bucais, que, por sua vez, podem levar a enfermidades - ou agravá-las - como doenças cardiovasculares e o diabetes". Essa situação também pode repercutir nos vasos sanguíneos ou em outros órgãos que não têm ligação direta com os dentes, levando a doenças sistêmicas que afetam o coração, pulmões e o estômago.

Doença cardiovascular

Você sabia que diversos tipos de doenças cardiovasculares podem estar ligados à saúde bucal? Todo o sangue que corre em nossa boca vai parar no coração e se você estiver com uma inflamação aguda na gengiva, por exemplo, esse problema acaba refletindo na sua saúde cardíaca. Isso pode diminuir a circulação sanguínea nos vasos que ligam o coração, aumentando as chances de doenças coronárias e os riscos de derrame ou infarto.

Diabetes

Essa síndrome muda totalmente o seu metabolismo e, se não houver controle, pode prejudicar sua saúde bucal. "Quem tem diabetes está propenso a gengivite, cáries, perda dentária, boca seca e uma variedade de infecções orais", explica. Isso acontece porque a circulação sanguínea fica prejudicada nessa área. Em contrapartida, se a saúde bucal estiver comprometida, também dificulta o controle do diabetes. "As infecções podem causar o aumento de açúcar no sangue e necessitar de mais insulina para manter sob controle".

HIV ou AIDS

É uma doença delicada e que precisa de atenção tanto para a saúde bucal quanto geral. O HIV é o vírus causador da Aids que ataca diretamente o sistema imunológico. Rhianna diz que pacientes com essa doença têm mais probabilidade em contrair problemas bucais. "Os sintomas comuns incluem úlceras, boca seca e relacionada com as lesões da mucosa dolorosa". A profissional conta que estes problemas bucais são causados por fungos, infecções virais ou bacterianas e, em alguns casos, um dos primeiros sinais da AIDS pode ser através de uma infecção gengival grave. "Você também desenvolve persistentes manchas brancas ou lesões incomuns na língua ou na boca".

Osteoporose

Essa é uma doença que diminui a massa óssea corporal e muitos problemas bucais podem ter relação com essa baixa densidade. A especialista ressalta que as primeiras fases da osteoporose podem se mostrar nos dentes, causando problemas na mandíbula, dentes soltos, gengivas destacadas ou retração gengival.

Câncer de boca

Os primeiros sinais do câncer bucal se manifestam na mucosa. Os sintomas podem ser desde úlceras, muitas vezes bem parecidas com aftas, manchas brancas ou avermelhadas, até lesões nos lábios, na língua, gengiva e no céu da boca. Nos casos mais graves pode afetar os gânglios cervicais, provocando dificuldade de mastigação, deglutição e fonação. Para garantir o controle de cada enfermidade, é preciso cuidar dos problema de forma multidisciplinar. Por isso, além de avisar ao seu dentista, procure um médico especialista no assunto. Lembre-se que o diagnóstico precoce também faz toda diferença.

Mais Matérias: Bem Estar
Quais práticas esportivas precisam de protetor bucal?
Bem Estar
Quais práticas esportivas precisam de protetor bucal?
Se você tem o costume de praticar esportes, já deve ter ouvido falar sobre o protetor bucal . Como o próprio nome já indica, o equipamento é o grande responsável por preservar os seus dentes, protegendo-os de possíveis impactos durante algumas práticas esportivas. Ainda assim, é comum que...
Harmonização facial: como saber se preciso desse procedimento?
Bem Estar
Harmonização facial: como saber se preciso desse procedimento?
A harmonização facial tem se tornado um procedimento estético de muita procura, sendo o...
com a participação de:
Rhianna Barreto
CRO-RJ:37448
A higiene bucal pode afetar outras partes do corpo? Entenda!
Bem Estar
A higiene bucal pode afetar outras partes do corpo? Entenda!
Não é novidade que cuidar da higiene bucal é o primeiro passo para garantir a saúde e...
com a participação de:
Uila Ramos da Silva
CRO-PE 10.380
Endocardite: o que é, como tratar, quais as causas?
Bem Estar
Endocardite: o que é, como tratar, quais as causas?
A endocardite é uma doença inflamatória que pode atingir as estruturas internas do coração. Embora seja pouco conhecido entre os pacientes, o quadro é originado pela má higiene bucal e pode afetar significativamente a qualidade de vida do paciente, trazendo danos irreversíveis para o sistema...
Cuidados com aparelho dental fixo: 5 dicas para os primeiros dias de tratamento
Bem Estar
Cuidados com aparelho dental fixo: 5 dicas para os primeiros dias de tratamento
Não dá para negar: os primeiros dias usando aparelho ortodôntico são os mais difíceis do tratamento. Afinal, esse período tende a funcionar como uma fase de adaptação para todas as estruturas. Justamente por se tratar de uma novidade, é comum que os ferrinhos e os bráquetes do...
Como saber se sua enxaqueca tem ligação com problemas dentais?
Bem Estar
Como saber se sua enxaqueca tem ligação com problemas dentais?
Você tem lidado com crises constantes de enxaqueca ? É importante ligar o sinal de alerta, isso pode...
com a participação de:
Igor Puga
CRO-RJ 28418