Você deve ter aquele seu dentista preferido, né? Aquele que possui um serviço excelente e tem mãos de anjos que fazem da sua consulta algo tão tranquilo que chega a dar gosto de visitá-lo. Um profissional com técnicas e equipamentos de qualidades proporcionando mais garantia e conforto para o seu atendimento é algo que não tem preço. Tudo isso se tornou possível graças ao esforço e dedicação de grandes homens. Enquanto muitos de nós ainda nem éramos nascidos, já havia muitos dentistas por aí fazendo história para aperfeiçoar a profissão e trazer melhoria nas técnicas e procedimentos, não só para os próprios dentistas, mas também para todos seus pacientes. Conheça alguns deles.

Greene Vardiman Black 

Esse dentista americano que viveu no século XIX é considerado um dos fundadores da odontologia moderna nos Estados Unidos. Ele dedicou sua vida em investigação no campo da odontologia, pesquisando muitos temas relevantes, como as causas da fluorose dentária, que são aquelas manchinhas brancas que surgem nos dentes por excesso de flúor, muito comum em crianças.

Além disso, aquele motorzinho que o dentista aciona com o pé para girar a broca - o tão temido nos consultórios dentários- é invenção desse americano. Foram muitas as suas contribuições na odontologia que ainda estão em uso atualmente, entre elas, a classificação das cáries, facilitando o processo de identificação e solução do problema. O termo "extensão preventiva" também é famoso na comunidade odontológica e hoje representa uma das ideias de Greene.

Edward Hartley Angle

Conhecido mundialmente como o "Pai da ortodontia Moderna”, Edward é outro dentista americano que após se formar, começou a se interessar por estudos de alinhamento dos dentes mal colocados e na correção de deformidades dos maxilares. Com o destaque de seus trabalhos nesse tema, ele foi convidado a lecionar, tornando-se professor de ortodontia nas universidades de Minnesota e Northwestern, ambas nos Estados Unidos.

Em 1900, criou uma escola especializada em ortodontia, o que gerou mais impulso e estudos nessa área. Edward também classificou várias deformidades ósseas e dentais, inventou tratamentos e desenvolveu técnicas cirúrgicas. Várias técnicas padronizadas nessa escola foram descritas em uma série de livros e artigos sobre odontologia. Angle tornou-se o primeiro especialista dental na prática ao tratamento de má oclusão.

Paul Keyes

Diversos conceitos acerca da cárie pautaram-se em fatores etiológicos, ou seja, o agente causador da doença. Mas dentre esses muitos conceitos, o de maior destaque é datado de 1962 e foi proposto pelo pesquisador Paul Keyes que desenvolveu um diagrama que demonstra a natureza multifatorial da cárie. Sua ideia era bastante simplista e nos mostra tudo o que, hoje, entendemos como o processo da cárie, dividindo-se em três fatores: hospedeiro, microbiota e dieta, que seriam dente, bactérias e açúcar, respectivamente.

Jaime Aparecido Cury

Com muito orgulho, há, sim, um brasileiro nessa lista. O dentista e também professor de bioquímica, Jaime Aparecido Cury, já publicou mais de 200 artigos científicos, muitos deles em revistas internacionais. Jaime é graduado em odontologia pela Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP) da Unicamp com ênfase em cariologia, atuando com temas como flúor e biofilme dental. Em 2010, ele ganhou o Yngve Ericsson Prize, considerado o "Prêmio Nobel da Odontologia Preventiva", importante premiação na área de prevenção no cenário internacional. O brasileiro foi escolhido pela qualidade e abrangência das pesquisas desenvolvidas na área.